“Democracia hoje” por José Arthur Giannotti

“A política só pode começar quando algum acordo passa a acontecer. A política é anterior ao Estado e anterior à sociedade civil. (…) A partir de um certo momento, pra se ter política é necessário uma tolerância com o inimigo e exigir dele uma certa cooptação. É uma relação de adversário e associados. Mas sempre à beira da ruptura. (…) A democracia moderna depende de um processo de geração de riquezas chamado capitalismo. O capitalismo é um processo de formação de riqueza que tem um mecanismo especial, pois ele cria riquezas que geram mais riquezas e também conflitos a partir de desigualdades”, essas foram algumas reflexões do filósofo José Arthur Giannotti, um dos fundadores do Cebrap, no seminário ‘Democracia hoje’.

Segue a íntegra da apresentação:

Leia Também

O Cebrap e a Prefeitura de São Paulo, com o apoio do Itaú Unibanco, lançaram nesta semana da versão 2013 do Mapa das Ciclorrotas de São Paulo. O grande destaque dessa nova versão, que pode ser conferida digitalmente aqui, é a inclusão da ciclorrotas na zona leste da capital paulista e a identificação da localização das […]

O Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP, em virtude do Convênio SCON2016-02872, torna público que fará Cotação Prévia de Preços – Pesquisa de Mercado, para contratação de serviços de Coffee Break. A presente tomada de preços tem como objetivo a contratação de serviços de Coffee Break para atender as necessidades do Projeto: “Linha de Cuidado para […]

Foi realizado na noite desta quinta-feira, 13/7, em Berlin, o encontro de abertura do seminário de inauguração doMerian Centre Conviviality in Unequal Societies: Perspectives from Latin America. A iniciativa é formada por um consórcio de sete instituições de pesquisa de ciências sociais e humanidades – Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), Universidade de São […]

No Dia Internacional da Mulher o CEBRAP homenageia todas as mulheres que lutaram e lutam por uma sociedade mais igualitária na pessoa de sua pesquisadora sênior e sócia-fundadora, a demógrafa Elza Berquó. Elza desenvolveu pesquisas pioneiras sobre demografia, sexualidade, raça e saúde reprodutiva, que tiveram impacto tanto no debate intelectual quanto nas políticas públicas.