Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo

Foi lançado hoje, no Itaú Cultural, Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo, um estudo feito pelo Cebrap com patrocínio do Itaú Unibanco. Realizada entre junho e dezembro de 2017, a pesquisa fez 1100 entrevistas em domicílio a partir de uma amostra da população do município de São Paulo e outra complementar com usuários de bicicletas. O objetivo foi estimar o impacto do uso da bicicleta no município de São Paulo em três áreas: meio ambiente, saúde e economia [tanto na dimensão individual quanto na social].

DOWNLOAD: Impacto Social Uso Bicicleta SP

 

p.s.: A apresentação foi transmitida ao vivo na página do Cebrap no Facebook.

Leia Também

O Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP, em virtude do Convênio SCON2016-02872, torna público que fará Cotação Prévia de Preços – Pesquisa de Mercado, para contratação de serviços de Coffee Break. A presente tomada de preços tem como objetivo a contratação de serviços de Coffee Break para atender as necessidades do Projeto: “Linha de Cuidado para […]

Gestão do biênio 2017-2018: Carlos Eduardo Torres Freire, Ronaldo de Almeida, Angela Alonso e Graziela Castello  Angela Alonso foi mais uma vez escolhida como presidente do CEBRAP. A definição ocorreu durante a Assembleia de Sócios realizada na última sexta-feira, 19/5, no auditório do CEBRAP, que contou com a presença de membros do conselho e sócios […]

Resultados do estudo realizado pela Fundação Seade para a Prefeitura da Cidade de São Paulo O estudo conceituou, organizou e quantificou informações inéditas sobre as atividades das ciências da vida humana em São Paulo, confirmando sua centralidade no cenário paulista e nacional e colocando-a entre os mais relevantes centros internacionais promotores de atividades que envolvem […]

No Dia Internacional da Mulher o CEBRAP homenageia todas as mulheres que lutaram e lutam por uma sociedade mais igualitária na pessoa de sua pesquisadora sênior e sócia-fundadora, a demógrafa Elza Berquó. Elza desenvolveu pesquisas pioneiras sobre demografia, sexualidade, raça e saúde reprodutiva, que tiveram impacto tanto no debate intelectual quanto nas políticas públicas.