Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo

Foi lançado hoje, no Itaú Cultural, Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo, um estudo feito pelo Cebrap com patrocínio do Itaú Unibanco. Realizada entre junho e dezembro de 2017, a pesquisa fez 1100 entrevistas em domicílio a partir de uma amostra da população do município de São Paulo e outra complementar com usuários de bicicletas. O objetivo foi estimar o impacto do uso da bicicleta no município de São Paulo em três áreas: meio ambiente, saúde e economia [tanto na dimensão individual quanto na social].

DOWNLOAD: Impacto Social Uso Bicicleta SP

 

p.s.: A apresentação foi transmitida ao vivo na página do Cebrap no Facebook.

Leia Também

Pesquisadores do Cebrap participam da oficina de encerramento da “Agenda do Conhecimento” na sede do BID em Brasília. Os pesquisadores Haroldo Torres e John Marion Sydenstricker participarão da oficina de encerramento da “Agenda do Conhecimento” realizada pela Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (SAGI) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no próximo dia […]

O CEBRAP lamenta a perda de Antonio Candido, autor de extensa e inestimável contribuição para o pensamento social no Brasil e no mundo. Membro do quadro de sócios do CEBRAP desde 1971, Candido foi um mestre para várias gerações de pesquisadores em literatura e ciências humanas. Que a erudição e o rigor crítico do professor […]

Saiba mais sobre o último livro lançado por Ernesto Isunza Vera e Adrián Gurza Lavalle. Para el futuro de la democracia en el mundo, la proliferación de experiencias de innovación democrática es el fenómeno más sorprendente desde que los ciclos de las transiciones latinoamericanas y comunistas concluyeron sus fases más dramáticas, para desembocar en la […]

No Dia Internacional da Mulher o CEBRAP homenageia todas as mulheres que lutaram e lutam por uma sociedade mais igualitária na pessoa de sua pesquisadora sênior e sócia-fundadora, a demógrafa Elza Berquó. Elza desenvolveu pesquisas pioneiras sobre demografia, sexualidade, raça e saúde reprodutiva, que tiveram impacto tanto no debate intelectual quanto nas políticas públicas.