Os selecionados na segunda edição do Desafio Mobilidade Cebrap-Itaú

Foram divulgados nesta sexta, 3 de agosto, os 5 trabalhos selecionados na segunda edição do Desafio Mobilidade Cebrap-Itaú. Entre 15 de junho e 8 de julho, o Cebrap recebeu 60 inscrições para o programa que tem o objetivo de fomentar a produção de conhecimento sobre mobilidade por bicicleta no Brasil [na primeira edição foram 45 inscritos].

As pesquisadoras e pesquisadores selecionados receberão o valor total de R$ 10.000 [dez mil reais] e participarão de cursos e oficinas em métodos e técnicas de pesquisa, grupos de discussão e encontros de orientação para elaboração do trabalho que será desenvolvido em seis meses e, posteriormente, publicado. Confira os(as) selecionados(as) e suas respectivas propostas de pesquisa:

– Eduardo Rumenig de Souza [“Ciclovia vs. Ciclofaixa de Lazer na cidade de São Paulo: um estudo de georreferenciamento acerca dos benefícios e riscos do uso da bicicleta”]
– Kemmylle Ferreira [“Situação de infraestrutura destinada à mobilidade urbana por meio da bicicleta”]
– Paulo Hora [“Mobilidade(s) por bicicleta: estudo de caso no fluxo Barra da Tijuca e Jacarepaguá, Rio de Janeiro”]
– Ruth Aires [“Análise espacial da segurança viária da cidade de São Paulo: um estudo sobre a severidade dos acidentes com os ciclistas”]
– Tatiane Torres [“Políticas públicas para bicicleta: análise comparativa de duas cidades brasileiras”]

Ainda no evento – que teve aula inaugural de Clarisse Cunha Linke, diretora executiva do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento [ITDP], sobre alternativas de mobilidade para cidades mais inclusivas e menos poluídas – houve o lançamento do ‘Estudos de Mobilidade por Bicicleta’, livro que reúne os 5 trabalhos da primeira edição do Desafio Mobilidade Cebrap-Itaú [a versão digital do livro pode ser adquirida na Amazon].

– Ignacio Amigo [“Um carro a menos? Trocando o carro pela bicicleta”]
– Lucas Bravo Rosin [“Construção e execução da agenda de políticas cicloviárias em Bogotá, Buenos Aires e São Paulo”]
– Guilherme Braga Alves [“Metodologia para análise do uso de bicicletas em espaços periféricos: o caso de Santa Cruz, Rio de Janeiro”]
– Claudia Cosme Mascarenhas [“Um modelo de geração de viagens de bicicleta para a cidade de São Paulo”]
– Juliana DeCastro [“Sistema de bicicletas compartilhadas do Rio de Janeiro: uma análise exploratória do padrão de viagens e perfil dos usuários”]

Leia Também

  O Instituto Merian (Maria Sibylla Merian International Centre in the Humanities and Social Sciences “Conviviality in Unequal Societies: Perspectives from Latin America“) é um consórcio de pesquisa formado por pesquisadores de ciências sociais e humanidades de sete instituições: – Universidade de São Paulo (USP) – Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP) – Universidade […]

O Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP, em virtude do Convênio SCON2016-02872, torna público que fará Cotação Prévia de Preços – Pesquisa de Mercado, para contratação de serviços de Coffee Break. Confira no link abaixo: Termo de referência 10-2017

Parceria do Cebrap com o Movimento Voto Aberto promove ferramenta que calcula a afinidade política entre o internauta e os deputados federais, auxiliando o cidadão na escolha de seus representantes. Nesta segunda foi lançado o site www.extratoparlamentar.com.br, uma parceria do Cebrap com o Movimento Voto Aberto. O site oferece uma ferramenta que calcula a afinidade […]