O Programa Internacional de Pós-doutorado do CEBRAP, de caráter interdisciplinar, destina-se a doutores com titulação em antropologia, ciência política, demografia, direito, economia, filosofia, história e sociologia, cujos interesses de pesquisa estejam relacionados aos temas estudados nos núcleos de pesquisa do CEBRAP.

Ele tem por objetivo completar a formação de doutores proporcionando-lhes uma experiência interdisciplinar, que lhes permita lidar com temas que requerem abordagens capazes de ultrapassar as fronteiras das disciplinas nas quais foram treinados. Espera-se também que a existência de um grupo internacional de doutores, permita que as questões estudadas tenham um enquadramento comparado. Ao fazê-lo, o CEBRAP pretende contribuir para formação de acadêmicos com uma visada mais ampla de grandes questões das sociedades contemporâneas.

O programa de pós-doutorado baseia-se em bem sucedida experiência anterior do CEBRAP, o Programa de Formação de Quadros Profissionais (1986-2002), depois transformado em Programa de Pós-doutorado (2003-2007) e que formou 116 jovens pesquisadores. Seu sucesso pode ser aferido pelo grande número de egressos que alcançaram posições de destaque nas universidades, bem como nos vários níveis de governo.

 

FUNCIONAMENTO

O programa será constituído por um grupo de até 15 doutores de diferentes nacionalidades, formados no Brasil e no exterior.

Terá duração de um ano, com 8 meses de estadia no CEBRAP (Agosto de 2017 a Março de 2018) e 3 meses (Abril a Junho de 2018) em uma das instituições parceiras (ver abaixo descrição das instituições parceiras). 

O programa de pós-doutorado estará ancorado na atividade de pesquisa. Os pós-doutores desenvolverão seu projeto sob supervisão de pesquisadores seniores do CEBRAP (doutores há mais de 10 anos), em cujas equipes deverão se integrar, elegendo temas afins com pesquisas já em curso na instituição (abaixo, a lista de supervisores e temas disponíveis). As instituições parceiras, ao receberem um pesquisador do programa, também indicarão um supervisor.

Além de reuniões regulares com seus supervisores, os pós- doutores participarão de três atividades específicas e regulares:

1) Um seminário metodológico, no qual apresentarão sucessivamente projeto inicial, resultados parciais e um produto final escrito (artigo, capítulo de livro, livro). Este seminário terá objetivo de discutir o desenvolvimento do projeto, em suas diversas etapas: definição do objeto, abordagem, desenho da pesquisa, escolha das estratégias de pesquisa, resultados parciais e finais;

2) Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (Setembro a Dezembro de 2017), que oferecerá

a) um seminário de duas semanas sobre as fronteiras de conhecimento nas áreas temáticas do projetos, com a participação de pesquisadores brasileiros e estrangeiros (Setembro de 2017);

b) seminários temáticos sobre temas de interesse dos projetos dos pós-doutores, com a participação de pesquisadores do CEBRAP e convidados brasileiros e estrangeiros (Outubro a Dezembro de 2017);

c) workshops metodológicos, que serão planejados de modo a suprir as necessidades dos projetos dos pós-doutores (Fevereiro a Março de 2018).

São também obrigações dos pós-doutores do programa:

a) Participação ativa nas atividades coletivas do CEBRAP (seminários e discussões de vários tipos) e do núcleo ao qual estiverem vinculados;

b) Publicação de um working paper no site do CEBRAP no sexto mês de vigência do programa;

c) Submissão para publicação de artigo ou livro ao final do programa;

d) Responsabilidade por ministrar um módulo de quatro aulas/conferências sobre tema de sua especialidade no programa de pós-graduandos do CEBRAP;

Depois de 8 meses no CEBRAP, o pesquisador será recebido por uma das instituições parceiras, por 3 meses, sem o pagamento de taxas.

 

FORMAS DE AVALIAÇÃO

Os pós-doutores serão avaliados duas vezes, por banca composta por 3 especialistas em sua área de pesquisa, um deles membro de uma instituição parceira:

1) Depois de seis meses do início do programa, quando deverão apresentar um working paper intermediário, em seminário interno do CEBRAP

2) No final do programa, pelo produto final (artigo ou livro), a ser apresentado em seminário público no CEBRAP

Os participantes que tiverem bom desempenho, nas duas avaliações, receberão o certificado de aproveitamento.

 

LÍNGUA OFICIAL DO PROGRAMA: Inglês

 

FINANCIAMENTO

O programa será subsidiado pelo CEBRAP, ou seja, não haverá cobrança de mensalidade aos pós-doutores, que pagarão apenas a taxa de inscrição e a taxa de matricula de US$ 300,00.

O financiamento dos pós-doutores residentes no exterior poderá ser feito com recursos próprios, de suas instituições de origem ou de instituições internacionais de fomento, com apoio oficial do CEBRAP.

Os pós-doutores residentes no Brasil, brasileiros ou estrangeiros, poderão lançar mão de recursos próprios ou se candidatar à bolsa da FAPESP, com apoio oficial do CEBRAP e de seu supervisor.

Os pós-doutores financiados pela FAPESP (ou por outra instituição de fomento) deverão observar, além das normas do Programa, o regulamento da bolsa da fundação.

 

INSTITUIÇÕES PARCEIRAS

 

Freie Universität Berlin (Germany)

Käte Hamburger Kolleg/
Centre for Global Cooperation Research (Germany)

Institute for Development and Peace (University Duisburg Essen, Germany)

Princeton University (EUA)

 

University of Bath (UK)

 

CRBC/Mondes américains – EHESS
(in process of being negotiated)

 

U Cambridge – Institute for Latin American Studies (UK)

 

Institute of Development Studies –IDS (UK)

Documentação

Faça o download aqui

Direção

Coordenadora
Maria Herminia
Tavares de Almeida
Coordenadora Adjunta
Marta Machado
Comitê Acadêmico:
Três pesquisadores seniores do CEBRAP


 

Supervisores

Adrián Gurza Lavalle
Alexandre de Freitas Barbosa
Angela Alonso
Fernando Limongi
John Sydenstricker Neto
Márcia Lima
Marcos Nobre
Maria Hermínia Tavares de Almeida
Miriam Dolhnikoff
Nadya Araujo Guimarães
Paula Montero
Ronaldo de Almeida
Sérgio Costa
Vera Schattan P. Coelho