Seminário em Berlin marca inauguração do Merian Centre Conviviality in Unequal Societies: Perspectives from Latin America

Foi realizado na noite desta quinta-feira, 13/7, em Berlin, o encontro de abertura do seminário de inauguração doMerian Centre Conviviality in Unequal Societies: Perspectives from Latin America. A iniciativa é formada por um consórcio de sete instituições de pesquisa de ciências sociais e humanidades – Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Livre de Berlim (FU Berlin), Universidade de Colônia (UzK), Instituto Ibero-Americano (IAI), El Colegio de México (COLMEX) e Instituto de Investigaciones en Humanidades y Ciencias Sociales (CONICET/Universidad Nacional de La Plata).

A principal objetivo do instituto será o estudo sobre as formas de convivência entre grupos sociais, políticos, religiosos e culturais em sociedades desiguais, na América Latina e no Caribe, promovendo pesquisas comparativas sobre as interdependências regionais.

Nesta sexta-feira, 14/7, serão realizadas todas as atividades do seminário de inauguração. Confira abaixo:

 

Leia Também

Nota de falecimento O Cebrap lamenta o falecimento do cientista político argentino Guillermo O’Donnell, um dos principais teóricos do autoritarismo e da democracia na América Latina. Entre seus trabalhos seminais estão Modernización y autoritarismo (1972) e El Estado burocrático autoritário (1982), estudos cruciais para a compreensão das origens e da natureza dos regimes autoritários da […]

O Estado de S.Paulo – IVAN MARSIGLIA Uma cidade ingovernável. Esse é o adjetivo escolhido por uma das grandes estudiosas das metrópoles brasileiras para definir a São Paulo de nossos dias. Para quem topar a empreitada (e vencer as eleições municipais do ano que vem), a professora Marta Arretche lista as três prioridades: transporte, segurança e […]

Ja está disponível on-line o banco de dados Sistema de Saúde Privado e Público, 2008 – CIS0335 São freqüentes as afirmações de que a imagem da baixa qualidade dos serviços públicos de saúde deve-se à experiência da população com o SUS. A pesquisa (…) mostra, no entanto, que as coisas não são exatamente assim. Em […]