Tem início a Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais

Hoje teve início, na USP, a primeira edição da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais. Na mesa de abertura estiveram presentes as organizadoras do evento, as professoras Maria Hermínia Tavares de Almeida e Marta Rodriguez de Assis Machado; a presidente do Cebrap, Angela Alonso; Raul Machado [Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional]; Sergio Costa [Maria Sibylla Merian Centre Latin America]; e a diretora da FFLCH, Maria Arminda do Nascimento Arruda.

Até o próximo dia 29 de março serão debatidos temas urgentes como os dilemas da democracia contemporânea, globalização, desigualdades, sociabilidade e contestação política. Logo após a abertura, Otaviano Canuto [The World Bank] comandou a primeira mesa falando sobre ‘Globalization and inequalities: what we have learned from international experience’.

Também estarão presentes nas próximas mesas estudiosas(os) como Margaret Keck [Johns Hopkins University], Angela Alonso [Cebrap], Rebecca Abers [UnB], José Antonio Cheibub [Texas A&M university], Matthew Taylor [American University], Fernando Limongi [USP/Cebrap], Marcos Nobre [Unicamp/Cebrap], Elizabeth Jelin [IDES-CONICET], Lena Lavinas [UFRJ], Marta Arretche [USP/Cebrap] e Ricardo Paes de Barros [INSPER].

p.s.: Em breve disponibilizaremos a íntegra em vídeo de todas as mesas e debates.

Leia Também

Mais uma vez o Cebrap foi apontado com um dos melhores think tanks do Brasil e do mundo no Global Go To Think Tank, iniciativa criada pela Universidade de Pensilvânia, dos Estados Unidos. Nesta edição o Cebrap foi apontado como o 15º melhor think tank da América Latina e Caribe, entre todas as categorias definidas. […]

O CEBRAP lamenta profundamente a morte de Dom Paulo Evaristo Arns, Cardeal Arcebispo Emérito de São Paulo. Além de seu apoio direto à constituição deste centro de pesquisa, sendo um dos inspiradores do livro São Paulo: crescimento e pobreza, Dom Paulo será sempre lembrado por nunca ter se omitido diante do arbítrio e da desigualdade.

Resultado de um esforço coletivo promovido pela Articulação Popular de Movimentos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Brasil [MDDCA], o relatório ‘Crianças e adolescentes com familiares encarcerados: levantamento de impactos sociais, econômicos e afetivos’ é a primeira abordagem sobre o tema a ser realizada no país. Coordenado pela socióloga Ana Paula […]