English Version Cebrap - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento

Últimas Notícias

11/07/2011

Pesquisa da área Desenvolvimento e Trabalho é notícia

 

A pesquisa "Mapeamento da biotecnologia no Brasil" ganha destaque na imprensa nacional.

A pesquisa "Mapeamento da biotecnologia no Brasil", desenvolvida pela área Desenvolvimento e Trabalho do CEBRAP, a pedido da Associaçõa Brasileira de Biotecnologia (BrBiotec), ganha destaque na imprensa nacional. Recentemente foi veiculada em matérias da revista Época Negócios e no portal Brasil Fator.

Veja abaixo as matérias mencionadas.

Revista Época Negócios

Biotecnologia engatinha no Brasil carente de investimentos privados

O setor de biotecnologia no Brasil é novo, focado em saúde, concentrado no Sudeste e altamente dependente dos investimentos federais. A conclusão é do Brazil Biotech Map 2011. O mapeamento consultou 145 empresas brasileiras e foi feito pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) a pedido da Associação Brasileira de Biotecnologia (BrBiotec).

A característica nacional que salta aos olhos é a dependência de dinheiro público: 78% das empresas brasileiras de biotecnologia ouvidas usam verbas provindas de agências como Finep, Fapesp, Fapemig e Faperj ou do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), afirma Carlos Torres, pesquisador do Cebrap responsável pelo mapeamento, durante a BIO 2011, onde a pesquisa foi apresentada.

A região Sudeste concentra 78,1% das empresas, com São Paulo na liderança seguido por Minas Gerais e Rio de Janeiro. Entre as áreas de atuação, saúde se destaca, responsável por mais da metade do setor, se considerarmos as startups dedicadas a saúde humana (40%) e a saúde animal (14%).

A biotecnologia brasileira têm fortes laços com a academia, tese que Carlos reforça com duas informações: 94,5% das empresas consultadas têm alguma relação (pesquisa ou incubação) com universidades e quase metade (46,4%) tem menos de dez funcionários. O entrave está em sair da academia e montar um negócio próprio que explore com sucesso financeiro as pesquisas. A falta de estrutura reflete também os primeiros passos do mercado de biotecnologia no Brasil: 63% das empresas foram fundadas a partir de 2000.

A dependência de dinheiro público é consequência da falta de investimentos privados, principalmente dos estágios sede e venture capital, nas startups. "Em biotecnologia, você tem ricos muito maiores que em outras áreas. Para saúde, por exemplo, são várias fases de testes. O gasto com pesquisa, desenvolvimento e inovação é muito alto˜, diz Carlos. Cria-se um círculo vicioso: com pouco dinheiro, pesquisadores empreendem pouco. Com poucos empreendimentos, fundos não se interessam em investir.

fonte

Portal Brasil Fator

BrBiotec lança mapeamento inédito da biotecnologia no Brasil

Radiografia nacional da área – uma das que mais crescem no mundo – será apresentada na Convenção da BIO 2011, em Washington, e servirá de base para a formulação de políticas públicas.

A recém-criada Associação Brasileira de Biotecnologia (BrBiotec) apresentará o primeiro mapeamento da biotecnologia nacional na BIO 2011, a maior conferência mundial da área, de 27 a 30 de junho (segunda a quinta-feira), em Washington, nos Estados Unidos. A inédita radiografia da produção biotecnológica brasileira servirá de base à formulação de políticas públicas para o setor e, consequentemente, à geração de negócios, à oferta de empregos e à internacionalização de produtos.

O estudo, desenvolvido em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), é o primeiro grande passo para o conhecimento preciso da biotecnologia brasileira. Embora sejam observados investimentos crescentes (o estudo contabilizou 237 empresas), ainda não há uma noção exata de como essa área se organiza no Brasil. Conduzido pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), o relatório completo a ser lançado pela BrBiotec reúne os principais dados sobre biotecnologia nacional. Informações como localização, perfil, número de patentes e volume de importações e exportações das empresas são essenciais ao desenvolvimento do setor, ressaltam os diretores da Associação.

O mapeamento mostra o grande potencial do mercado brasileiro, inclusive para atrair investidores estrangeiros. Assim, revela-se um marco rumo à internacionalização da biotecnologia brasileira. [www.brbiotec.org.br].

A Associação Brasileira de Biotecnologia (BrBiotec) reúne empresas e instituições integradas no desenvolvimento de pesquisas em energia, saúde humana e animal, agricultura e meio ambiente – como o Cietec, no campus da USP, e o Polo Bio-Rio, na UFRJ. Com o apoio do BNDES e em parceria com a Apex-Brasil, a iniciativa tem a missão de alinhar o país à agenda biotecnológica mundial. A proposta é possibilitar o ingresso do Brasil na rota dos grandes investimentos na área.

05/07/2011

Redes sociais fortalecem a mobilização de jovens no Brasil

Marcos Nobre participa do programa Entre Aspas, da Globonews

As recentes manifestações populares no país reforçam o poder da internet na organização de movimentos políticos em defesa de causas diversas. Estudiosos avaliam influências da atual geração e possíveis consequências destes fenômenos sociais

Clique aqui para assistir a entrevista.

04/07/2011

Monika Dowbor, pesquisadora do CEBRAP, participa de seminário na França

Seminário do Observatoire des réalisations de l’économie sociale (OIRES), a ser realizado no dia 7 de julho de 2011 em Paris.

Ao longo do seminário serão discutidos os resultados de duas pesquisas comparativas sobre a atuação dos empreendimentos de Economia Social e capitalistas na área de finanças e no que se refere ao uso de recursos naturais. No Brasil, a pesquisa conduzida pela UNISINOS (Universdiade do Vale de Rio dos Sinos) contou com o apoio da pesquisadora do Cebrap, Monika Dowbor, e abrangeu um estudo de casos de empreendimentos de produção de arroz e algodão e suas formas de lidar com os recursos hídricos.

Seminário do Observatoire des réalisations de l’économie sociale (OIRES), a ser realizado no dia 7 de julho de 2011 em Paris.
Organizador: La Fondation Maison des Sciences de l’Homme.

Rua Morgado de Mateus, 615 - Vila Mariana - São Paulo/SP | CEP 04015-051 | (11) 5574 0399 / (11) 5574 5928 | cebrap.comunicacao@gmail.com