Segurança viária e veículos elétricos para mobilidade pessoal no Brasil

O estudo “Segurança viária e veículos elétricos para mobilidade pessoal no Brasil”, realizado pela Fundación Mapfre e pelo Cebrap, foi lançado no dia 14/9 em live. O estudo busca entender o contexto no qual os Veículos de Mobilidade Pessoal (VMPs) vêm sendo adotados na sociedade brasileira, , suas implicações a respeito da segurança viária, como as legislações vêm sendo desenhadas ao redor do mundo, de que maneira seu uso vem sendo tratado tanto pela academia como pelos meios de comunicação e quem são os potenciais consumidores desse mercado, promissor, no Brasil.

O lançamento do estudo aconteceu no dia 14/9, no canal do Cebrap no YouTube.

Faça o download da publicação aqui.

Assista à live de lançamento:

 

 

Leia Também

O Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP, em virtude do Convênio SCON2016-02872, torna público que fará Cotação Prévia de Preços – Pesquisa de Mercado, para contratação de serviços de Coffee Break. A presente tomada de preços tem como objetivo a contratação de serviços de Coffee Break para atender as necessidades do Projeto: “Linha de Cuidado para […]

O projeto Contribuições para o processo de implementação da Linha de Cuidado para a Saúde na Adolescência e Juventude para o Sistema Único de Saúde no Estado de São Paulo (LCA&J) promove seleção para bolsistas de treinamento técnico FAPESP – PPSUS – Decit / SCTIE, CNPq, SES-SP, FAPESP (processo 2019/03955-8). Inscrições até 24/01/2020. Saiba mais […]

A noite desta quarta-feira, 10/6, marcou o lançamento do livro 1964: do golpe à democracia, obra idealizada pelo Cebrap com apoio do BNDES. Realizado na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, o evento contou com a presença das organizadoras da obra, as pesquisadoras Angela Alonso e Miriam Dolhnikoff, e também de alguns autores […]

O Cebrap apoia iniciativa da ANPOF [Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia], em parceria com a ANPOCS [Associação Nacional de Pós-Gradução e Pesquisa em Ciências Sociais], solicitando ao Senado a reinserção dos conteúdos curriculares de Filosofia e Sociologia como componentes obrigatórios do currículo do ensino médio com carga horária de 12 períodos distribuídos em três anos […]