Estudo sobre crianças e adolescentes com familiares encarcerados

Resultado de um esforço coletivo promovido pela Articulação Popular de Movimentos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Brasil [MDDCA], o relatório ‘Crianças e adolescentes com familiares encarcerados: levantamento de impactos sociais, econômicos e afetivos’ é a primeira abordagem sobre o tema a ser realizada no país. Coordenado pela socióloga Ana Paula Galdeano, do Núcleo de Etnografias Urbanas do Cebrap, o estudo completo está sendo lançado em formato e-book e traz ainda comentários do sociólogo Gabriel Feltran [UFSCar/Centro de Estudos da Metrópole] e da antropóloga Taniele Rui [Unicamp].

Além de Galdeano, a equipe que produziu este trabalho é formada por André Chalom, Evorah Cardoso e Rita de Cássia Kileber Barbosa.

LEIA: Crianças e adolescentes com familiares encarcerados_2018

Parceiros:

Aldeias Infantis SOS Brasil

Amparar [Associação de Amigos e Familiares de Presos/as]

CEDECA Interlagos

CEDECA Sapopemba

Movimento Nacional Meninas e Meninos de Rua

Projeto Meninas e Meninos de Rua

Leia Também

As cidades brasileiras perderam Lúcio Kowarick, um dos mais argutos pioneiros da sociologia urbana brasileira. Eu, Eduardo, guardo ainda comigo o exemplar, surrado e colado, de “A Espoliação Urbana” comprado em sebo na Rua da Carioca no Rio de Janeiro em 1989. Assim como eu, muitos pesquisadores e ativistas do urbano fomos profundamente impactados por […]