Cebrap Lança o livro “Misoginia na Internet”, de Mariana Valente. Dia 25/8, em encontro presencial no Cebrap

No dia 25/8, a partir das 17h, o Cebrap promove o evento “Cebrap Lança: Misoginia na Internet, livro de autoria de Mariana Valente”. O lançamento, em parceria com a editora Fósforo, será realizado presencialmente no auditório do Cebrap, seguido por um coquetel para os participantes.

Neste evento, a autora Mariana Valente irá apresentar seu livro, que explora a crescente violência online de gênero no Brasil. Ela analisa como a transformação digital, políticas de gênero e leis se entrelaçam, destacando casos emblemáticos, como Rose Leonel, Carolina Dieckmann e Marielle Franco. O livro aborda leis, sociologia e ética, oferecendo uma visão interdisciplinar da interconexão entre o mundo virtual e a realidade cotidiana.

Além da autora, participam do seminário Heloisa Buarque de Almeida (USP), Manoela Miklos (Instituto Ypycuera) e Luanda Pires (Conselho Nacional dos Direitos da Mulher – CNDM).

Apesar de não haver transmissão ao vivo, a gravação ficará disponível posteriormente no canal do Cebrap no YouTube.

Conheça as participantes do evento:

Mariana Valente é diretora do InternetLab e professora de direito na Universidade de São Galo, na Suíça, é advogada e doutora em direito pela USP, na área de sociologia jurídica. Vem se dedicando à pesquisa de tecnologia e sociedade, economia digital e direitos on-line, com especial foco em violência de gênero, acesso ao conhecimento e outras questões de equidade.

Heloisa Buarque de Almeida é professora associada (Livre docente) no Departamento de Antropologia e no Programa de Pós Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo, e Vice-presidente da Comissão de Inclusão  Pertencimento na FFLCH-USP. É pesquisadora do NUMAS – Núcleo de Estudos dos Marcadores Sociais da Diferença, foi Visiting Fellow na London School of Economics com bolsa FAPESP, e eleita como Conselheira Científica da Associação Brasileira de Antropologia, onde também atua no Comitê de Gênero e Sexualidade. Atualmente é colunista do Jornal da USP. Fundadora da Rede Não Cala – Rede de Professoras pelo fim da violência sexual e de Gênero na USP, onde atua ainda na coordenação.

Manoela Miklos é internacionalista graduada na PUC-SP, mestre e doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (UNESP, UNICAMP e PUC-SP). É especialista em direitos humanos e militante feminista. Trabalhou em organizações como a Conectas, a Open Society Foundations e o laboratório de ativismo Nossas. Colunista da Folha de São Paulo e da Revista Rosa.

Luanda Pires é advogada e consultora em diversidade e inclusão, Conselheira de Notório Saber do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, Presidenta da Comissão de Direito Antidiscriminatório do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP). Consultora da Comissão da Mulher Advogada da OAB/SP, Cofundadora e atual Presidenta da ABMLBTI – Associação Brasileira de Mulheres Lésbicas, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos, Diretora de Relações Públicas do Me Too Brasil e Pós-graduanda em Direitos Humanos, Responsabilidade Social e Cidadania Global pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS).

Leia Também

A revista Novos Estudos e o Núcleo Direito e Democracia convidam para um encontro com Lijia Zhang. Autora de A garota da fábrica de mísseis: memórias de uma operária da nova China (Ed. Reler, 2010), a escritora e jornalista chinesa discutirá seu livro, suas experiências pessoais das mudanças na China nas últimas três décadas – […]

O Cebrap realizou mais um Cebrap Lança, no dia 21/11, promovendo o livro “The Archives of Critical Theory”, organizado por Isabelle Aubert (Université Paris 1 – Panthéon-Sorbonne) e Marcos Nobre (Unicamp/Cebrap). O evento contou com a participação de outros autores do livro também. A transmissão foi conduzida em inglês. O livro busca iluminar os arquivos […]

Em 2023, a coordenação do Núcleo de Desenvolvimento foi assumida por Victor Calill em uma gestão compartilhada com os demais coordenadores(as) de projetos Monise Picanço, Priscila Vieira e Tomás Wissenbach. Ao longo do ano, o Núcleo de Desenvolvimento se dedicou ao fortalecimento de parcerias e deu atenção especial à divulgação científica e à qualificação de […]