CHARACTERISTICS AND OBJECTIVES

CEBRAP’s International Postdoctoral Program (IPP) is aimed at doctors with a PhD in anthropology, political science, demography, law, economics, philosophy, history, and sociology, and whose research interests are aligned with topics studied by CEBRAP’s research groups – https://cebrap.org.br/nucleos/ .

The program is meant to complement the training of doctors by providing them with an interdisciplinary experience, enabling them to tackle research topics beyond the boundaries of the fields in which they have been trained. The program also expects that an international group of doctors will allow for a comparative framework in researched topics. As a result, CEBRAP hopes to provide scholars with a broader view of the major issues in our contemporary societies.

The post-doctoral program began in 2016 and draws on a CEBRAP’s successful previous experience, the Cadre Training Program (1986-2002), later changed into the Postdoctoral Program (2003-2007), in which 116 young researchers took part. Their success is attested by the large number of both programs’ researchers having achieved prominent positions at Brazilian universities and other public institutions.

IPP is in its fifth class (2017, 2018, 2019, 2020, 2021). It currently has 30 postdoctoral researchers conducting research in Brazil or at international institutions. To learn more about their work in progress, we invite you to visit the program’s website: https://cebrap.org.br/ipp/

HOW THE PROGRAM WORKS

The IPP will select a group of up to 10 doctors from different nationalities, graduated in Brazil or abroad.

Beginning on August 11th 2022, the program lasts for at least two years, with the option of a stay at a foreign institution (see below for the list of partner institutions) funded by postdocs´ own scholarships. As an option, the researcher can extend his/her participation in the program up to two years.

The post-doctoral program is grounded on research activity. Postdoctoral researchers might develop their project under the supervision of CEBRAP senior researchers (PhDs for over 10 years) and can become part of their research teams, choosing topics related to ongoing studies in the institution (see below for a list of available supervisors and topics). In that case, the candidate’s research proposal will also be evaluated by the supervisor to be indicated by the candidate in the application form.

Postdoctoral researchers will participate in three mandatory and regular activities:

  1. Weekly research seminar (Thursdays) in which postdocs successively present their initial project, partial results, and a final written product (article, book chapter, book). This seminar aims at following the project development in its several stages: object definition, theoretical approach, research design, research strategies, partial and final results. Presence at the weekly seminars is mandatory.
  2. Once-a-year thematic seminar (August) with the participation of CEBRAP researchers as well as national and international guests. Open to the academic community, the thematic seminar is an occasion for the pos-docs to present the results of their work to the public.
  3. Submission for publication of an article or book at the end of the program.

Other obligations for postdocs include:

  1. Active participation in CEBRAP’s collective activities (seminars and debates) as well as in their affiliated research group, if it is the case.
  2. To present projects to be submitted to funding agencies at the weekly seminar, prior to submission for discussion and institutional endorsement.

EVALUATION

The postdoctoral researchers will have their final product (book or article) evaluated by the IPP Academic Committee.

Participants that meet the program´s requirements will receive an achievement certificate.

OFFICIAL LANGUAGE OF THE PROGRAM: English and Portuguese

CORONAVIRUS PANDEMIC

The uncertainty of these times adds a special challenge for us. As we recognize the importance of pursuing the goals of the program without interruption and are aligned with the recommendations from the World Health Organization (WHO), which safeguards the wellbeing of our community, IPP will be held online as long as necessary. When Cebrap fully returns to in person activities, postdocs who do not reside in São Paulo can continue to participate by zoom, but they must attend Cebrap three times a year, one of them for the open thematic seminar. Up-to-date information about our remote working can be asked by email – postdoc@CEBRAP.org.br

 

APPLICATION

Required documentation (in English, Portuguese or Spanish):

  1. Application form (model at https://cebrap.org.br/ipp/);
  2. Research project (up to 20 pages, including an initial half-page summary);
  3. Curriculum vitae (up to 4 pages);
  4. Letter stating the reasons for the candidate’s interest in the program (up to 2 pages);
  5. 1 article or paper, published or unpublished, that the candidate considers the best example of his/her academic production;
  6. PhD diploma (or equivalent);
  7. 2 (two) recommendation letters to be sent directly to our email – postdoc@CEBRAP.org.br;
  8. Proof of English proficiency for fluent reading and speaking: TOEFL or equivalent – score over 71, or a statement of advanced knowledge of English, or a description of a significant previous international experience; 
  9. Updated personal profile in the websites academia.edu and research gate

Documents should be sent to the email postdoc@CEBRAP.org.br, until March 7th, 2022.

Application Fee: 

R$ 150,00, paid through PayPal, bank deposit or PIX.

For Paypal, acess www.paypal.com and send the payment to: cebrap@cebrap.org.br

Bank transfers should be sent to:

Banco do Brasil
Agência 0300-X
Conta 10.8440-2
CNPJ: 62.579.164/0001-72
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento

PIX: postdoc@cebrap.org.br

Please send the transfer proof to postdoc@CEBRAP.org.br and financeiro@cebrap.org.br

SELECTION

Class: up to 10 doctors per year

Selection method:

Partner institutions’ candidates will be selected by them – up to 2 postdocs per year per institution.

All other candidates will submit to the following procedures:

First phase (until April 1st, 2022): evaluation of the submitted documentation and research project;

Second phase if necessary (until April 15th, 2022): personal or skype interview with the potential supervisor.

Results will be announced up to April 30th, 2022 via email (postdoc@cebrap.org.br). Approved postdoctoral researchers will receive a formal acceptance letter.

Deadline for enrollment fee: May 27th, 2022.

Program starts on August 11th, 2022.

AFFIRMATIVE ACTION

Two positions will be fulfilled with candidates that declare themselves blacks or descendants of indigenous groups. In order to apply for these positions, candidate must send the auto declaration form (see form attached). 

FUNDING

The program operation is funded by CEBRAP and there are no additional charges to postdoctoral researchers. The sole requirement is that postdocs pay the inscription fee of R$ 150,00 and the enrollment fee of R$ 1.275,00. No enrollment fee will be required of candidates from partner institutions and for those chosen through affirmative action.

The Program does not offer scholarships but gives institutional support for those post-docs willing to apply for Brazilian and foreign funding agencies.

Funding for postdocs living abroad should be provided through their own resources, through their institutions of origin, or through international funding institutions with official support from CEBRAP.

Postdoctoral researchers living in Brazil, whether Brazilian or foreigner, may resort to their own resources or apply for a national scholarship, with official support from CEBRAP and a supervisor.

Postdoctoral researchers funded by FAPESP (or other funding institution) must meet the rules and requirements of the funding institution as well as the program’s norms. For those interested in a scholarship at FAPESP we highly recommend to read the rules at FAPESP´s website –  https://fapesp.br/en

INSTITUIÇÕES PARCEIRAS

 

Freie Universität Berlin (Germany)

Käte Hamburger Kolleg/

Centre for Global Cooperation Research (Germany)

Institute for Development and Peace (University Duisburg Essen, Germany)

Princeton University (EUA)

 

University of Bath (UK)

 

CRBC/Mondes américains – EHESS

(in process of being negotiated)

 

U Cambridge – Institute for Latin American Studies (UK)

 

Institute of Development Studies –IDS (UK)

 

 

Brown University

     

 

 

ELISA KLÜGER

ELISA KLÜGER

Doutora em Sociologia pela USP, com estágios de pesquisa na University of California – Berkeley na Université de Picardie Jules Verne, e bacharel em Relações Internacionais USP. Atualmente faz pós-doutorado no IPP-CEBRAP e é pesquisadora visitante na Princeton University.

Resumo: A pesquisa “O espaço brasileiro dos intelectuais e o Chile de 1964 a 1973: influências teóricas, políticas e sociais do exílio” consagra-se ao exame das trajetórias e das redes de relações de intelectuais brasileiros asilados no Chile entre 1964 e 1973 e das reconfigurações do espaço dos intelectuais e da política ocorridas uma vez reposicionados no Brasil. O estudo objetiva caracterizar socialmente a população estudada, delinear a estrutura de polaridades do espaço social por eles constituído e retraçar o processo de costura de laços no exterior. Finalmente, são tematizadas ideias, expertises e repertórios políticos com os quais os asilados tiveram contato no exterior e observadas as retraduções das teorias e das concepções de desenvolvimento, política e sociedade uma vez inseridas no Brasil da redemocratização.

E-mail: elisa.kluger@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3619357765783383

HUMBERTO MEZA

HUMBERTO MEZA

Doutor e Mestre em Ciência Política pela UNICAMP, integrante do Observatório das Metrópoles, UFRJ

Resumo - A pesquisa “A zona de intersecção como objeto: Testando um modelo analítico para compreender a relação entre movimentos sociais e partidos políticos” pretende operacionalizar o conceito de Zona de Intersecção em tanto categoria analítica para analisar a relação entre movimentos sociais e partidos políticos, baseados na interação entre o movimento feminista da Nicarágua e o sistema de partidos entre 2006 -2011.

E-mail: meza.humberto@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5154337104377659

MATHIAS ALENCASTRO

MATHIAS ALENCASTRO

Mestre em História (Paris-Sorbonne) e doutor em Ciência Política (Oxford).

Resumo - A sua pesquisa trata das relações entre Brasil e África durante os anos Lula-Dilma, com foco na economia política das empresas brasileiras em Angola e Moçambique.

E-mail: m.dealencastro@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4093397867908890

TIAGO NOGUEIRA HYRA E CHAGAS RODRIGUES

TIAGO NOGUEIRA HYRA E CHAGAS RODRIGUES

Mestre e Doutor em Antropologia Social pela UFSC. Realizou estágio de pesquisa pós-doutoral (2016-17) no Centre d'Analyse et d'Intervention Sociologiques - CADIS (EHESS-CNRS).

Resumo - A pesquisa “Prevenção de condutas de risco: uma análise comparativa entre o Brasil e a França” propõe analisar etnograficamente as tecnologias sociais de prevenção da violência e do uso e tráfico de drogas utilizadas por profissionais de ONGs ou outras modalidades de ação coletiva, nos dois países.

E-mail: tiagohyra@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3251380511514917

GABRIELA MARTÍNEZ SAINZ

GABRIELA MARTÍNEZ SAINZ

Graduação em Pedagogia (2007) e mestrado em História do Pensamento (2010) pela Universidad Panamericana em México e mestrado em Pesquisa Educativa (2011) e doutorado em Educação (2015) pela University of Cambridge em Reino Unido.

Resumo - Sua pesquisa de pós-doutorado analisa as experiências de jovens ativistas envolvidos em movimentos sociais e seus caminhos de aprendizagem para entender as oportunidades e limitações educacionais das mídias digitais e das redes sociais para a educação em direitos humanos no México e no Brasil.

E-mail: gmsainz@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6533557113078952

LUCAS PETRONI

LUCAS PETRONI

Filósofo e Cientista Político pela USP.

Resumo - O principal objetivo da pesquisa “A Dignidade dos Outros - Desigualdade, Pobreza e Subordinação Social” é analisar conceitualmente e avaliar do ponto de vista da filosofia política as razões pelas quais a desigualdade social é um tipo de relação moralmente inaceitável em sociedades democráticas. A pesquisa procura conceituar formas injustas de subordinação social como a pobreza (absoluta e relativa), e a distribuição assimétrica de recursos sociais, com base em uma moralidade política de segunda pessoa.

E-mail: lucas.petroni@gmail.com

Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4255546U9

NICOLE GAYARD

NICOLE GAYARD

Mestre e Doutora em Política Científica e Tecnológica pela Unicamp. Bacharel em Relações Internacionais pela USP.

Resumo - A proposta de pesquisa “Análise da relação entre expertise e política na governança da saúde global: uma comparação entre recomendações e práticas de seus principais atores” está centrada na análise das relações entre expertise e política desenvolvidas no nível internacional, em torno de temas e visões de governança da saúde global. Tendo como base uma perspectiva construtivista do conhecimento, propõe-se examinar como o conhecimento e a expertise são empregados por organizações internacionais, governamentais e não governamentais, para fundamentar certos entendimentos e visões da saúde global na política internacional contemporânea.

E-mail - nicolegayard@gmail.com

Lattes - http://lattes.cnpq.br/0282610412665401

Andrea Lampis

Andrea Lampis

Doutor em Política Social pela London School of Economics and Political Science e Pós-doutorando do Instituto de Energia e Ambiente (IEE) da USP, sendo bolsista FAPESP.
Foi professor associado do Departamento de Sociologia da Universidade Nacional de Colombia (2012-2018). Diretor e editor da Revista Colombiana de Sociología (2014-2018). Desde 2013 é coordenador do grupo de pesquisa Mudança Ambiental Global, Território e Política Ambiental do Conselho Latinoamericano de Ciências Sociais (CLACSO).
Email: alampis65@gmail.com
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0344677950258747

Camila Pierobon

Camila Pierobon

Pós-doutoranda no IPP/CEBRAP, bolsista FAPESP. Doutora em Ciências Sociais pelo PPCIS/UERJ, com período sanduíche na Universidade de Cambridge.
Resumo: A pesquisa “Interstícios: entre a violência masculina do estado, do tráfico de drogas e da família, um corpo de mulher”, de foco etnográfico, analisa os diferentes tipos de agressões físicas que afetam as mulheres jovens moradoras de territórios controlados por grupos masculinos armados na cidade do Rio de Janeiro.

Email: camilapierobon@cebrap.org.br
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0822016250581484

Fabio Lacerda

Fabio Lacerda

Bacharel em Ciências Sociais pela PUC-SP. Mestre e doutor em Ciência Política pela USP. Professor do Ibmec-SP e da FEI.

Resumo: A pesquisa "Como o crescimento evangélico se transforma em representação política? Comparando Brasil, Colômbia e Chile" investiga o sucesso eleitoral evangélico nas eleições para os legislativos nacionais da América Latina. A partir de um estudo dos países citados, argumenta-se que a incursão político-eleitoral evangélica, fenômeno crescente na América Latina a partir da década de 1980, é fruto do sucesso eleitoral de poucas grandes igrejas pentecostais centralizadas. Elas são responsáveis por grande parte da representação política evangélica latino-americana. O sucesso delas, porém, está condicionado a seu tamanho, estrutura interna (grau de centralização, p.ex.) e a variáveis políticas do país, tais como as regras que orientam o sistema partidário, o grau de fragmentação partidária, a magnitude dos distritos eleitorais e a existência de cláusulas de barreira.

E-mail: flmds@usp.br

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5720403703402102

Ana Figueroa

Ana Figueroa

Doutora em Relações Internacionais pela USP, mestre em Ciência Política e Relações Internacionais pela Universidade de Chosun (Coréia do Sul) e bacharelado em Ciências Contábeis pela Universidade Dom Bosco (El Salvador). Editora da revista Politikon, na Holanda. Diretora de Área Geopolítica da América do Norte na revista Il Geopolitico, Itália. Co-editora da revista World Political Science, Canadá. Resumo: A pesquisa “Ativismo na internet e a participação das diásporas nos movimentos sociais transnacionais” objetiva compreender a dinâmica da participação das diásporas em um movimento social transnacional através do fluxo de remessas políticas em redes online. Este trabalho explora como as remessas políticas são usadas como repertórios de disputa pela diáspora por meio do ativismo na Internet. Esse vínculo ainda é uma lacuna na literatura sobre migração, na literatura sobre ativismo na Internet e na literatura de movimentos sociais, literaturas para as quais essa
pesquisa contribui.

Email  ana.figueroa@cebrap.org.br
Curriculo Lattes:  http://lattes.cnpq.br/0534067554518032

Claudia Cerqueira

Claudia Cerqueira

Doutora em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP), com período sanduíche na University of California (San Diego) e graduada em Economia e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Resumo: A pesquisa "Pareceres Divinos" se debruça sobre a capacidade das igrejas evangélicas, em particular a Assembleia de Deus e Igreja Universal do Reino de Deus, em influenciar a agenda no legislativo federal.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8987111372808579

Alexandre Abdal

Alexandre Abdal

Doutor, mestre e graduação em Sociologia (USP). Professor do Departamento de Gestão Pública (GEP) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). No CEBRAP, vinculado ao Núcleo de Desenvolvimento e Desigualdades e membro da Câmara de Pesquisadores. Pesquisador da rede de pesquisa INCT Observatório das Metrópoles: núcleo São Paulo. 

Resumo: A pesquisa "A globalização na berlinda: a crise economia-mundo europeia e a emergência de dinâmicas globais disruptivas" investiga a emergência de tendências disruptivas da globalização ("desglobalização"). Tendo como referência a perspectiva da Análise dos Sistemas Mundiais, reconceitua-se a globalização enquanto objeto de investigação, a saber, fenômeno próprio da média duração da economia-mundo capitalista associado ao processo de (re)unificação do mercado mundial pós-1970 e caracterizado por conjunto heterogêneo de dinâmicas transfronteiriças, multiescalares e multidimensionais. Busca-se também compreender o processo pelo qual a globalização, assim definida, vem sendo desconstruída, desestabilizada e deslegitimada no período atual.

E-mail: aleabdal@gmail.com

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/1830067831727162

Elena de Oliveira Schuck

Elena de Oliveira Schuck

Doutora e mestra em Ciência Política pela UFRGS, com estágio de pesquisa na Sciences Po Paris, bacharel em Relações Internacionais UFRGS. Integra o Núcleo Direito e Democracia do CEBRAP.
Resumo: a pesquisa “Os arquivos do feminismo latino-americano: da circulação do pensamento crítico dos anos 1970 às ressonâncias nos feminismos do Sul Global” investiga os percursos do pensamento feminista latino-americano da década de 1970 e suas ressonâncias nas pautas emancipatórias contemporâneas do Sul Global. Parte-se da análise de conteúdo da Revista Nosotras - publicação organizada nos anos 1970 por exiladas políticas latino-americanas em Paris – para estabelecer diálogos com produções artísticas latino-americanas do mesmo período. Guiada pelo conceito de arquivo de Foucault, esta pesquisa investiga os modos de produção e circulação de uma crítica feminista de vanguarda em circuito internacional, bem como sua atualização nos debates teóricos do presente.  
Henrique Fernandes Antunes

Henrique Fernandes Antunes

Doutor em Antropologia Social pela USP (2019), com período sanduíche na University of California - Berkeley. Mestre em Antropologia Social pela USP (2012). Licenciatura em Ciências Sociais (2006) e bacharelado em Antropologia (2008) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP-FFC). Membro do grupo de pesquisa Religião no Mundo Contemporâneo/CEBRAP e do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (NEIP). Integrante do Projeto Temático Fapesp “Religião, direito e secularismo: a reconfiguração do repertório cívico no Brasil contemporâneo” e do projeto “Understanding Nonreligion in a Complex Future”, em parceria com a University of Ottawa. 

Resumo: a pesquisa “Sobre pluralismo e multiculturalismo: uma comparação entre os casos do Brasil e do Canadá” propõe uma comparação entre as configurações do multiculturalismo canadense e do pluralismo brasileiro, tomando como ponto de partida o processo de patrimonialização do uso religioso da ayahuasca, no Brasil, e as disputas legais da noção de “acomodações razoáveis”, no Canadá. A comparação entre os dois países possibilitará explicitar as particularidades do pluralismo no Brasil, bem como suas implicações políticas, sociais e culturais para a atual configuração do secularismo no país. Também, pensar as imbricações entre direito e religião, bem como a apropriação do vocabulário e gramáticas legais por atores e instituições referente às reivindicações em nome dos direitos civis em ambos os países. 

Email: hictune@yahoo.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1522681517225632

Laerte Apolinário Junior

Laerte Apolinário Junior

Doutor em Ciência Política (USP), mestre em Relações Internacionais (USP) e bacharel em Relações Internacionais (UNESP). É Professor de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP) e pesquisador do Centro de Estudos das Negociações Internacionais da Universidade de São Paulo (CAENI/USP) e do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP).

Resumo: A pesquisa “A Cooperação Sul-Sul e o campo da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento” busca mapear as transformações recentes no regime da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, a partir da criação de novas instituições internacionais, analisando o papel dos países emergentes e da Cooperação Sul-Sul nesses processos.

E-mail: laerteapj@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9132384054952845

Leonardo Nóbrega da Silva

Leonardo Nóbrega da Silva

Doutorado em Sociologia (IESP/UERJ), mestrado em Sociologia (PPGSA/UFRJ) e bacharelado em Ciências Sociais (UFPE).

Resumo: A pesquisa "Mercado editorial e os repertórios de ação coletiva nos ciclos de protestos contemporâneos no Brasil" tem como objetivo principal analisar a emergência de livros políticos no mercado editorial brasileiro e a configuração de suas ideias como repertórios de ação coletiva de parte significativa dos grupos de manifestantes que emergiram nos ciclos de protestos contemporâneos no país.

Email: leonobrega.s@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0391358517419945

Anna Carolina Venturini

Anna Carolina Venturini

Doutora em Ciência Política pelo IESP-UERJ, tendo realizado parte de sua pesquisa de doutoramento como pesquisadora visitante na Harvard University. Mestre em Direito do Estado e bacharel em Direito pela USP.

Resumo: A pesquisa "Ação Afirmativa na Pós-Graduação do Brasil e dos EUA: Processo de Tomada de Decisão e Padrões de Mudança Institucional" visa compreender as consequências dos diferentes tipos de mudança nos processos seletivos dos programas de pós-graduação dos dois países em razão da criação de ações afirmativas e verificar se as mudanças feitas através de certos modos de reforma são mais eficazes do que outras no que diz respeito à inclusão de grupos vulneráveis na pós-graduação.

E-mail: annac.venturini@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4246058679776328

Jaciane Pimentel Milanezi Reinehr

Jaciane Pimentel Milanezi Reinehr

Doutora (UFRJ) e mestra (UNB) em Sociologia, e bacharel em Relações Internacionais (UCB). Pesquisadora do AFRO/CEBRAP - Núcleo de Pesquisa e Formação em Raça, Gênero e Justiça Racial. Professora de Sociologia na UFF (2015-2017) e pesquisadora do Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre Desigualdade/UFRJ (2014- 2018).

Resumo: A pesquisa “Raça e saúde em trânsito: a governança da saúde de migrantes internacionais na região metropolitana de São Paulo” analisa como processos de racialização de migrantes internacionais, na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), estão sendo estatalmente construídos no âmbito de burocracias da Estratégia Saúde da Família (ESF), e como esses processos de racialização se articulam com formas de governança da saúde primária deles, localmente. Diante do aumento dos deslocamentos migratórios internacionais na RMSP, com novos perfis de raça/cor (negros e indígenas), com efeitos sob as governanças municipais da saúde pública, a pesquisa analisa como processos de racialização se entrelaçam com diversas governanças da saúde primária dos migrantes. Uma forma são as legislações. Outra, as categorizações morais de usuários nas burocracias, com efeitos inclusivos e excludentes aos serviços. A estratégia da pesquisa consiste em análise de regulamentos e etnografia da gestão cotidiana da saúde primária em uma burocracia da ESF paulista.

E-mail: jaciane.milanezi@cebrap.org.br

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8640702006803798

Leonardo Fontes

Leonardo Fontes

Doutor em Sociologia pelo Instituo de Estudos Sociais e Políticos (IESP/UERJ), mestre em Sociologia e bacharel em Relações Internacionais pela USP.

Resumo: A pesquisa intitulada "A crise vista da periferia: luta pela mobilidade social nas fronteiras da (i)legalidade" busca explorar como a atual crise econômica está sendo vivenciada nas periferias de São Paulo e como ela dialoga com expectativas e projetos dos que habitam essas regiões. A pesquisa articula as teorias da estratificação e da desigualdade social com a sociologia urbana interessada nas questões ligadas ao mundo do trabalho, de modo a explorar possíveis interlocuções entre elas e compreender os mecanismos que operam concretamente na luta em torno da inserção econômica entre trabalhadores periféricos.

Email: leonardo.fontes@cebrap.org.br

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0187457650943603

Rafael de Souza

Rafael de Souza

Doutor em Sociologia pela USP. Teve passagem pelo Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE). Pesquisador do CEBRAP desde 2015. Ministrou aulas sobre análise de redes sociais e construção de bancos de dados no Laboratório de Pesquisa Social da USP e da Fundação Escola de Sociologia e Política.

Resumo: A pesquisa “Cidade em disputa: cenários de protesto e visibilidades políticas em São Paulo, 2011-2016” analisa o modo como a rotinização de protestos no cenário urbano e as características socioespaciais da cidade de São Paulo afetaram os roteiros urbanos de exibição de pautas, identidades políticas e as estratégias dos de movimentos sociais, sindicatos e outros atores políticos durante 2011 a 2016. 

E-mail: rafael58cla@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9912755971713563

 ANA PAULA CAMELO

ANA PAULA CAMELO

Doutora em Política Científica e Tecnológica pela Unicamp. Realizou doutorado sanduíche na Science Policy Research Unit (SPRU), Universidade de Sussex (Inglaterra). Mestre em Divulgação Científica e Cultural, também pela Unicamp. Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente, é líder de pesquisa e gestora de projetos no Centro de Ensino e Pesquisa em Inovação da FGV Direito SP.

Resumo: Sua pesquisa busca discutir desafios técnicos, éticos e jurídicos da utilização de tecnologias emergentes e TICs em situações de desastres, na interface entre Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia (ESCT) e Sociologia Jurídica.

E-mail: apc.camelo@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4264807675267479

EVERTON DE OLIVEIRA

EVERTON DE OLIVEIRA

Ciências Sociais pela UFSCar. Professor de Sociologia na UFSCar (2020). Pesquisador do Cebrap e do NUPACS - Núcleo de Pesquisa em Antropologia do Corpo e da Saúde (PPGAS/UFRGS).

Resumo: A pesquisa “Vida e morte em questão: a construção do suicídio enquanto problema social a partir das colônias alemãs do sul do Brasil” tem como problema a nebulosidade social em torno dos casos de suicídio. Como objetivo geral, propõe-se a analisar o suicídio a partir do enquadramento discursivo que o torna tangível para políticas governamentais, a partir do caso de uma colônia alemã do sul do Brasil. A etnografia permitirá a problematização do atual quadro favorável para a abordagem pública do suicídio. Esse quadro, que perpassa campanhas regionais, nacionais e internacionais sobre o suicídio, passa a situar o suicídio como uma questão de saúde pública, relacionada a fatores incapacitantes como a depressão e o estresse. Cada um a seu modo, esses programas e campanhas contam com uma rede de atores e parcerias, que articulam, entre si, o discurso da depressão e do suicídio como um evidente sinal de desorganização social e psicossocial.

E-mail: evtdeoliveira@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8527667085012809

LEONARDO LEAL ESTEVES

LEONARDO LEAL ESTEVES

Mestre e Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFPE, com estágio pós-doutoral e atuação como professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Resumo: A pesquisa visa compreender as ações e articulações que os próprios atores sociais, coletivos e instituições estabelecem para manutenção de expressões culturais patrimonializadas, diante do atual cenário de reconfiguração de uma série de políticas voltadas ao campo da cultura no Brasil e no mundo. Com isto, busca-se compreender também, em alguma medida, as possibilidades e limites das políticas de patrimonialização, bem como os efeitos das recentes mudanças nos processos de institucionalização das políticas culturais em níveis locais.

E-mail: leonardolesteves@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5243695693091978

PEDRO FEITOZA

PEDRO FEITOZA

Doutor em História pela Universidade de Cambridge (2019), mestre em História pela Universidade de Brasília (2012) e licenciado em História pelo Centro Universitário de Brasília (2009).

Resumo: A pesquisa “Uma história social e intelectual do protestantismo brasileiro, 1860-1950” concentra-se nas ações dos pastores e agentes leigos que propagaram o cristianismo evangélico no Brasil, examinando as formas pelas quais diferentes gerações de convertidos entrelaçaram a nova religião à vida cotidiana e à cultura do país. O projeto também analisa uma ampla gama de impressos evangélicos (jornais, folhetos, livros e Bíblias) postos em circulação no Brasil e no mundo lusófono, traçando suas trajetórias e suas intervenções nos debates públicos sobre religião, política, mudança social e raça.

E-mail: pedro.bfeitoza@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9182560140046024

RAFAEL PLANCARTE-ESCOBAR

Ph.D. em Ciência Política da Universidad de Guadalajara, México, Rafael Plancarte-Escobar é também Deputy Editor-in-Chief do IAPSS Politikon, uma revista publicada pela International Association for Political Science Students (IAPSS). Desde 2012, é professor de Ciências Sociais na Universidade Autónoma de Querétaro. As suas linhas de investigação giram em torno dos processos de ação colectiva, da teoria social e dos problemas de democratização.
 
Resumo: O seu projeto de investigação pretende explorar a configuração das condições causais que explicam a sobrevivência/desaparecimento dos cartéis mexicanos durante o período da guerra da droga entre 2006 e 2019.  

E-mail: shakespeare.x@hotmail.com

CLÁUDIA AYER

CLÁUDIA AYER

Possui doutorado (2018) e mestrado (2014) em Sociologia pela UFMG, com estágio de pesquisa na George Washington University. É bacharel em Ciências Sociais (2011) com formação complementar em estatística pela UFMG. Desenvolve pesquisas na área de mercado de trabalho, desigualdade social, estratificação e mobilidade ocupacional, e imigração internacional.

Resumo: Sua pesquisa tem como objetivo realizar uma análise comparativa da mobilidade sócio-ocupacional no mercado de trabalho formal brasileiro entre trabalhadore(a)s estrangeiro(a)s, nativo(a)s brancos e nativo(a)s negros no período de 2000 a 2018, abordando a importância de fatores étnico-nacionais e raciais. A estratégia de comparar os diferentes grupos de trabalhadores imigrantes internacionais e os nativos brancos e negros é uma forma de compreender como operam os mecanismos de discriminação e desigualdade no mercado de trabalho formal brasileiro.

E-mail: claudiaayer@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6486462747141527

GUSTAVO MESQUITA

GUSTAVO MESQUITA

Doutor em História Social pela USP com estágio sanduíche na Vanderbilt University (EUA) e pós-doutorado pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou como pesquisador bolsista no Ipea e, atualmente, integra o Grupo de Estudos sobre Guerra Fria da USP e o Laboratório de Pensamento Social da FGV.

Resumo: Com documentos de arquivo e entrevistas de história oral, o projeto de pesquisa “A formação do antirracismo contemporâneo no Brasil” investiga as relações entre atores, ideias e políticas na mudança de pensamento sobre o racismo na sociedade brasileira. Ao iniciar a pesquisa pela reconstrução do movimento negro e de seus fundamentos teóricos, a partir de 1978, pretendo identificar as principais forças nacionais e internacionais que continuamente agiram para a politização da questão racial. Ao longo dos anos de 1980 e 90, a reflexão sobre a situação do negro e sua consequente luta por igualdade racial culminou na agenda antirracista, constituída primeiro nos governos de Fernando Henrique Cardoso. A esta mudança corresponde o objetivo final da pesquisa: analisar as características da agenda governamental em paralelo ao alcance político e social que lhe fora delimitado.

E-mail: gustavormesquita@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8126706889398575

MARIANA KUHN DE OLIVEIRA

MARIANA KUHN DE OLIVEIRA

Doutora em Filosofia e em Direito pela UFRGS, tendo realizado estágio doutoral na Universidade da Califórnia, Berkeley com financiamento da Comissão Fulbright. Professora do Curso de Direito e do Mestrado em Direitos Humanos do Centro Universitário Ritter dos Reis.

Resumo: A pesquisa “Desigualdade e Convivialidade” busca pensar acerca de como dinâmicas profundas das relações sociais podem ser afetadas pela desigualdade. Pretende-se avançar a pesquisa sobre convivialidade realizada por S. Costa e E. G. Rodríguez, combinando-a com a questão da desigualdade em suas diversas dimensões, para o que se mobiliza autores como A. Sen, J. Rawls e G. Therborn. Essa abordagem pretende auxiliar na compreensão, dentre outras coisas, da persistência da desigualdade em muitos contextos sociais.

E-mail: marianakoliveira@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7318954416059983

PIETRO RODRIGUES

PIETRO RODRIGUES

Doutor em Relações Internacionais pelo programa de doutorado conjunto entre a Universidade de São Paulo e o King's College London, mestre em Ciência Política e graduado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. É pesquisador associado do Centro de Estudos das Negociações Internacionais (CAENI) e da Fundação José Luiz Egydio Setúbal (FJLES). É professor de Relações Internacionais na Universidade Anhembi Morumbi.

Resumo: A pesquisa “Poder e Desigualdade Global” analisa como a capacidade estatal e a centralidade política podem ser convertidos pelos países em oportunidades de criação e captura de valor e trabalho por meio da participação em cadeias globais de valor, no comércio internacional e nos fluxos de investimentos internacionais.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3678992652763135

E-mail: pietrocsr@gmail.com

ADRIANO SANTOS GODOY

ADRIANO SANTOS GODOY

Doutor e Mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde também cursou a Graduação em Ciências Sociais. Já foi pesquisador visitante na Universidade de Leiden e na Universidade de Utrecht, nos Países Baixos. Atualmente é membro do Núcleo de Religiões no Mundo Contemporâneo (CEBRAP) e pesquisador associado do Laboratório de Antropologia da Religião (LAR-UNICAMP).

Resumo: A pesquisa “Arquitetura inculturada na Amazônia católica: as formações estéticas da Catedral Indígena (Maturacá, AM)” tem como caso privilegiado de investigação antropológica os processos de idealização, elaboração, construção e acabamento da igreja matriz de Nossa Senhora de Lourdes - conhecida como a "Catedral Indígena" - e levada a cabo pela Missão Salesiana na comunidade de Maturacá (Amazonas). Com a hipótese de que a partir daquele templo é fabricada uma "religião etnoecológica", a pesquisa buscará elucidar as articulações entre ecologia e etnicidade que pautam as políticas socioambientais levadas a cabo pela Igreja Católica na Amazônia e, assim, a reposicionam na disputa pelo espaço cívico-político brasileiro. 

E-mail: adrianosgodoy@gmail.com 

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6544301247699837

BEATRIZ RODRIGUEZ SANCHEZ 

BEATRIZ RODRIGUEZ SANCHEZ 

Doutora e mestra em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP), bolsista FAPESP nas duas ocasiões. É formada em Relações Internacionais pela mesma Universidade. É pesquisadora do Núcleo Democracia e Ação Coletiva do CEBRAP. Áreas de interesse: teorias feministas, representação política e movimentos sociais.

Resumo: A pesquisa "Entre as ruas e o parlamento: a legalização do aborto na Argentina" busca aprofundar a compreensão sobre como ocorre o processo de institucionalização de demandas dos movimentos sociais no Estado, mais especificamente, dos movimentos feministas no poder Legislativo. Partindo do pressuposto de mútua constituição entre atores sociais e estatais, analiso dois casos sobre a legalização do aborto, na Argentina e no Brasil, a partir de análise documental e de entrevistas em profundidade com parlamentares e ativistas.

E-mail: beatriz.rodrigues.sanchez@gmail.com

Link para o Lattes: http://lattes.cnpq.br/4064860968616165

BRUNO VICENTE LIPPE PASQUARELLI

BRUNO VICENTE LIPPE PASQUARELLI

Professor de Relações Internacionais no Centro Universitário Sagrado Coração (UNISAGRADO). É Pós-Doutorando no Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em 2015, com doutorado-saunduíche na Universidade de Oxford, no Reino Unido, em 2014. Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em 2011. Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em 2008, e em Direito, pela Instituição Toledo de Ensino (ITE), no ano de 2017. Membro do Centro de Estudos de Partidos Políticos Latino-Americanos (CEPPLA), da UFSCar, e coordenador do Núcleo de Pesquisa em Política Externa Sul-Americana (NUPPES). Desenvolve pesquisa sobre migrações internacionais, instituições políticas comparadas, processo decisório, relações Executivo/Legislativo e política externa. É coordenador do projeto de extensão "Legis-Bauru", que monitora as atividades legislativas do município de Bauru, e coordenou o projeto "Bauru Novo Lar", que promove a acolhida de imigrantes.

Resumo: A pesquisa “Políticas públicas e política externa: cooperação e coordenação do Ministério das Relações Exteriores com atores estatais e não estatais nas políticas para refugiados do Brasil” analisa a política migratória no país, abordando a importância da governança na formulação de políticas públicas para migrantes e refugiados.

E-mail: brunopasqua@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0598322092154820

DAVI BARBOZA CAVALCANTI

GUSTAVO HESSMANN DALAQUA

GUSTAVO HESSMANN DALAQUA

Doutor em filosofia pela Universidade de São Paulo, com graduação e mestrado em filosofia pela Universidade Federal do Paraná. Leciona nos cursos de graduação em filosofia e pós-graduação em filosofia (PROF-FILO) da Universidade Estadual do Paraná. Foi professor visitante na American University do Cairo e pesquisador visitante na Columbia University. 

Resumo: Mediante engajamento crítico com as obras de Álvaro Vieira Pinto, Augusto Boal e Paulo Freire, a pesquisa “Democracia transitiva" busca reconstruir o conceito de democracia transitiva. Além de preencher uma lacuna existente no âmbito da história das ideias, a pesquisa indica que a teoria da democracia transitiva pode contribuir para o debate sobre como diminuir o déficit democrático do governo representativo. 

E-mail: gustavo.dalaqua@unespar.edu.br

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9457805000467764

 LÍVIA MENEZES PAGOTTO

LÍVIA MENEZES PAGOTTO

Doutora em Administração Pública e Governo pela FGV-EAESP, na linha Governo e Sociedade Civil em Contexto Subnacional, mestre em Governança Ambiental pela Albert-Ludwigs Universität Freiburg e bacharel em Ciências Sociais pela PUC-SP. Entre 2009 e 2019, foi pesquisadora do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV (FGVces), com concentração em pesquisas sobre cidades sustentáveis, investimento social privado, a relação entre empresas, territórios e desenvolvimento local, e serviços ecossistêmicos culturais. Coordenou a Linha de Pesquisa do FGVces. Atualmente, é professora convidada da FGV, nos cursos Mestrado Profissional em Gestão para Competitividade - Linha Sustentabilidade e Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas, coordena o Master em Sustentabilidade.

Resumo:  Sua pesquisa de pós-doutorado, "Transition to sustainable cities: framing the debate in Brazil and Germany", analisa os paradigmas de desenvolvimento sustentável para a Amazônia brasileira.

E-mail: liviapagotto@gmail.com

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4840532015129967

MARIANA BARRETÔ NÓBREGA DE LUCENA

MARIANA BARRETÔ NÓBREGA DE LUCENA

Doutora em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestra em Ciências Jurídicas pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFPB. Fez estágio doutoral na Universitat Pompeu Fabra, na Espanha. Integra o Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Segurança e Administração da Justiça Penal da PUCRS. É uma das coordenadoras do “Observatório do Feminicídio”, grupo de extensão da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Pesquisa mortes violentas de mulheres em seus diversos cenários.

Resumo: A pesquisa “As situações de feminicídio se modificaram? Um estudo sobre as mortes violentas de mulheres de 2013 a 2021” analisa se houve mudança nas situações de feminicídio, após a emergência de cinco fatores de risco à violência de gênero no Brasil: 1) a maior visibilidade dada a discursos sexistas a partir das eleições de 2018; 2) o estímulo ao uso de armas por meio de falas públicas e de medidas governamentais; 3) a intensificação da coabitação entre parceiros; 4) o crescimento do abuso de álcool e drogas; e 5) o aprofundamento da pobreza, sendo os três últimos fatores associados ao advento da pandemia da COVID-19. Em específico, investigo se, a partir de 2018 até 2021, as mortes letais decorrentes de violência doméstica e/ou menosprezo e discriminação à mulher (os feminicídios) passaram a ter diferentes configurações, levando em conta o perfil das vítimas e dos autores e os elementos situacionais do delito. A pesquisa realiza análise quanti-qualitativa em inquéritos policiais de homicídio de mulheres em três capitais: João Pessoa, São Paulo e Porto Alegre. Esses dados serão comparados ao período compreendido entre 2013 e 2017, já pesquisado nas capitais gaúcha e paraibana, com acréscimo de dados recentes e a inclusão da capital paulista. 

E-mail: mariana_nobrega_@hotmail.com

RODOLFO SCOTELARO PORTO DARRIEUX

RODOLFO SCOTELARO PORTO DARRIEUX

Doutor e mestre em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ) e bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Resumo: A pesquisa "Instituições políticas e sucesso legislativo do legislador em Congressos multipartidários: os casos de Brasil e Chile" tem por objetivo estudar o sucesso legislativo dos projetos de lei dos deputados em Congressos onde a fragmentação partidária é a realidade: Brasil e Chile. Busca-se analisar quais são as características em torno das propostas que tramitam e que são pinçadas dentre as milhares apresentadas. As comparações entre os países serão feitas, levando em conta os períodos anterior e posterior à redemocratização em ambos locais para analisar as variações institucionais entre e intra países e seus respectivos impactos no tipo de proposta selecionada e legislação produzida.

E-mail: rodolfo_scotelaro@hotmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0749316303177830

ROMULO LELIS LIMA

ROMULO LELIS LIMA

Graduado em Ciências Sociais e Filosofia (USP), e Doutor em Sociologia (USP). 

Resumo: Sua pesquisa "Rumo à uma teoria durkheimiana da ação ritual" analisa a elaboração da teoria da ação ritual durkheimiana, tomando como objeto as contribuições de Émile Durkheim, Henri Hubert e Marcel Mauss ao longo da primeira série do Année sociologique.

E-mail: romulo.lelis@gmail.com

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7511600319643983

 TASSIANA MOURA DE OLIVEIRA

TASSIANA MOURA DE OLIVEIRA

Doutora em Ciência Política pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com doutorado sanduíche na State University of New York at Albany sob a orientação do professor Matthew Ingram do Rockefeller College of Public Affairs and Policy. Mestra e Bacharela em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco. Desenvolve pesquisas na área de comportamento judicial, judicialização de políticas públicas de seguridade social e politização do Poder Judiciário.

Resumo: Sua pesquisa “O impacto da Covid-19 na judicialização da saúde: analisando o comportamento judicial no TJPE” analisa a judicialização de políticas públicas de combate à Covid-19 nos anos de 2020 e 2021 em nível subnacional. A estratégia é avançar nos estudos da judicialização da saúde em período de pandemia para os Tribunais estaduais, uma vez que os estados e municípios receberam maior liberdade de deliberação sobre política pública de combate à pandemia.

E-mail: tassioliveira@gmail.com

Application Form

Download here

PROGRAM DIRECTORS

Coordinator
Maria Herminia Tavares de Almeida
Co-Coordinator
Vera Schattan
Academic Committee:
Cebrap’s Academic Director, one senior Cebrap’s researcher and two researchers of IPP international partners institutions