Impactos Sociais do Envelhecimento Ativo – São Paulo

A partir de survey realizado com população de 50 anos ou mais em três capitais brasileiras (São Paulo, Salvador e Porto Alegre), a pesquisa “Impactos Sociais do Envelhecimento Ativo” traz resultados inéditos sobre 11 dimensões condicionantes para qualidade de vida da população no processo de envelhecimento. A pesquisa foi realizada pelo Núcleo de Desenvolvimento do Cebrap em conjunto com o Itaú Viver Mais.

O estudo apresenta o Índice de Envelhecimento Ativo, derivado de indicadores de todas as dimensões aferidas na pesquisa: inclusão digital, inclusão produtiva, segurança financeira, mobilidade, práticas culturais, bem-estar, saúde, exposição à violência, práticas de atividades físicas, capital social e autoestima. A partir do olhar transversal, a análise dos resultados permite aferir o impacto de cada uma das diferentes dimensões na qualidade de vida dessa população e simultaneamente no desenvolvimento econômico e social da sociedade como um todo. Espera-se com os resultados estimular a promoção de políticas públicas e diferentes ações que garantam as condições adequadas de vida em uma sociedade que envelhece rapidamente.

Confira a publicação de São Paulo:

Leia Também

Levantamento inédito elaborado pelo Núcleo de Democracia e Ação Coletiva do Cebrap mostra que 75% dos Comitês e Conselhos Nacionais, que reuniam representantes da sociedade para discutir políticas públicas, foram esvaziados durante o governo Bolsonaro. O assunto foi destaque na edição do Jornal Nacional da TV Globo exibido em 25/10. A pesquisadora Carla Bezerra, do […]

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) está promovendo a “Escola Interdisciplinar FAPESP 2023, Humanidades, Ciências Sociais e Artes”, que acontecerá de 10 a 13 de dezembro em Embu das Artes, São Paulo. Destinado a bolsistas de pós-doutorado de todo o Brasil financiados por agências de fomento, o evento oferece […]

O estudo foi realizado por pesquisadores do Cebrap Sustentabilidade e da Universidade Federal do ABC. Os pesquisadores debruçaram-se sobre os estudos já realizados em torno dos números envolvendo a produção de soja no Brasil. Os resultados foram apresentados na live de lançamento do estudo, que aconteceu no canal do Cebrap no YouTube.