Impactos Sociais do Envelhecimento Ativo – São Paulo

A partir de survey realizado com população de 50 anos ou mais em três capitais brasileiras (São Paulo, Salvador e Porto Alegre), a pesquisa “Impactos Sociais do Envelhecimento Ativo” traz resultados inéditos sobre 11 dimensões condicionantes para qualidade de vida da população no processo de envelhecimento. A pesquisa foi realizada pelo Núcleo de Desenvolvimento do Cebrap em conjunto com o Itaú Viver Mais.

O estudo apresenta o Índice de Envelhecimento Ativo, derivado de indicadores de todas as dimensões aferidas na pesquisa: inclusão digital, inclusão produtiva, segurança financeira, mobilidade, práticas culturais, bem-estar, saúde, exposição à violência, práticas de atividades físicas, capital social e autoestima. A partir do olhar transversal, a análise dos resultados permite aferir o impacto de cada uma das diferentes dimensões na qualidade de vida dessa população e simultaneamente no desenvolvimento econômico e social da sociedade como um todo. Espera-se com os resultados estimular a promoção de políticas públicas e diferentes ações que garantam as condições adequadas de vida em uma sociedade que envelhece rapidamente.

Confira a publicação de São Paulo:

Leia Também

Nos dias 21 e 22 de novembro, o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento e a Universidade de São Paulo sediarão o Mecila Final Workshop 2023. O evento reúne pesquisadores para discutir a estética do extrativismo na arte, abrindo espaço para diálogos sobre representações inovadoras do extrativismo nas expressões artísticas contemporâneas. A oficina, que é […]

O número especial “Dinâmicas da crise” está disponível no site da revista. Participam desse número: Fernando Limongi, Glauco Arbix, Marta Arretche, Angela Alonso, Victor Araujo, Ronaldo de Almeida, Eduardo Marques e Maria Herminia Tavares de Almeida. Os artigos podem ser lidos na íntegra aqui.