Ciclo vai debater a obra de José Arthur Giannotti

A obra do filósofo José Arthur Giannotti, falecido em 27/7, vai ser debatida por especialistas durante o Ciclo Giannotti. Trata-se de homenagem do Cebrap a um de seus fundadores, que durante 52 anos contribuiu decisivamente para elevar a credibilidade e o prestígio da instituição. Serão três seminários virtuais em torno das diferentes facetas de sua obra, sempre na última sexta-feira dos meses de agosto (dia 27), setembro (24) e outubro (29), às 18h. Com transmissão ao vivo pelas redes sociais do Cebrap.

O ciclo será coordenado por Ricardo Terra (USP/Cebrap), um dos integrantes do primeiro seminário de filosofia instituído por Giannotti após sua aposentadoria compulsória da USP pela ditadura militar, em 1969, e embrião da área de filosofia do Cebrap. O primeiro seminário do ciclo, em 27/8, examinará aspectos mais gerais da contribuição teórica e da trajetória intelectual de Giannotti e contará com a presença dos professores José Carlos Brum Torres (UCS/UFRGS), Luiz Henrique Lopes dos Santos (USP) e Marcos Nobre (UNICAMP/Cebrap). Assista aqui.

Os dois seminários seguintes serão compostos por professores que realizaram suas teses de doutorado sob a orientação de Giannotti. Cada participante dessas duas mesas escolheu uma obra específica do mestre sobre a qual se debruçará.

O seminário do dia 24/9 terá como expositores Vinicius Berlendis de Figueiredo (UFPR), Daniel Tourinho Peres (UFBA) e Paulo Licht dos Santos (UFSCar). O seminário de 29/10 contará com apresentações de Luciano Nervo Codato (Unifesp), João Geraldo Martins Cunha (UFLA) e Marcio Sattin (Escola da Cidade).

José Arthur Giannotti foi um dos mais destacados representantes da geração que se bateu pela profissionalização do trabalho filosófico sob a forma da implantação do rigor científico mais avançado. Foi o filósofo do debate interdisciplinar, que praticou como poucos. Foi o professor dedicado e exigente. Foi o intelectual comprometido com um debate público complexo e longe dos clichês.

Leia Também