Estudo do Cebrap divulga índice de progresso social na região de Tapajós

Foi lançado nesta quinta-feira (22), o Índice de Progresso Social Comunidades Tapajós (IPS Tapajós), fruto de um estudo desenvolvido pelo Cebrap em parceria com o Projeto Saúde & Alegria e patrocinado pela Natura. O IPS traz resultados sobre a qualidade de vida da população do Tapajós analisando 3 grandes dimensões: necessidades humanas básicas, fundamentos do bem-estar e oportunidades. A pesquisa foi realizada em cinco municípios (Santarém, Belterra, Mojuí dos Campos, Óbidos e Oriximiná) e apresenta dados tanto das áreas urbanas quanto das áreas rurais e ribeirinhas da região.

Graziela Castello, diretora administrativa do Cebrap, esteve à frente do projeto e falou ao Jornal Tapajós sobre os resultados do IPS Tapajós. Confira a reportagem aqui.

Sobre o IPS Tapajós

O Índice de Progresso Social da região do Tapajós 2022, em suas 12 dimensões de análise, levantou diferentes situações de vulnerabilidade das populações residentes em áreas urbanas e rurais da região. Em todo território, a falta de acesso ao ensino superior aparece como o problema mais latente e que atinge as diferentes áreas analisadas. Entre a população das áreas urbanas, questões associadas à falta de informação e cuidado com a floresta, bem como qualidade de atendimento médico e baixo consumo de proteínas (problemas de nutrição) apareceram como fatores de maior atenção. Nas áreas rurais/ribeirinhas a inclusão digital, pela indisponibilidade de conexão nos territórios e falta de conhecimento sobre o uso das tecnologias, bem como ausência de serviço de coleta de lixo se revelaram bastante preocupantes. O estudo elenca diferentes fatores sobre as necessidades básicas da população, condicionantes para o bem-estar e acesso a diferentes elementos que propiciam oportunidades para o desenvolvimento.

O relatório completo está disponível, acesse aqui.

 

Leia Também

Integrante da École de Hautes Études en Sciences Sociales, o sociólogo Daniel Cefai esteve no Cebrap em 4 de julho apresentando, em português, o seminário “Público, Socialização e Politização: reler John Dewey na companhia de George Herbert Mead”. Cefai também disponibilizou texto que deu origem ao seminário: Cefai – Público Politização Socialização