Cebrap Pesquisa #03 – Tráfico de drogas entre as piores formas de trabalho infantil

No terceiro episódio da série #CebrapPesquisa, a socióloga Ana Paula Galdeano fala sobre “Tráfico de drogas entre as piores formas de trabalho infantil”. A pesquisa, financiada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente [CMDCA] e Fundo Municipal da Criança e do Adolescente [FUMCAD] da Prefeitura de São Paulo, discute o trabalho infantil no tráfico de drogas e em outros mercados informais, as condições de vida das famílias de adolescentes nas regiões de Sapopemba [Zona Leste], Vila Maria [Zona Norte] e Sé [Centro], e os dilemas de implementação da Política Socioeducativa em Meio-Aberto na cidade de São Paulo.

A pesquisa “Tráfico de drogas entre as piores formas de trabalho infantil” ganhará, em breve, versão impressa.

Leitura complementar: Apresentação_Tráfico de drogas entre as piores formas de trabalho infantil

A série #CebrapPesquisa tem como objetivo divulgar trabalhos em andamento feitos pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento.

Cebrap Pesquisa #01 – Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo

Cebrap Pesquisa #02 – A Política das Ruas

Leia Também

Em 8 de junho, o Cebrap recebeu um seminário especial em homenagem ao saudoso Paul Singer (1932-2018). Em meio a lembranças e análises, Maria Hermínia Tavares e Frederico Mazzucchelli falaram sobre um dos livros mais importantes da carreira do economista, o clássico “São Paulo 1975: Crescimento e Pobreza”. “A percepção pós-golpe de 1964, vinda de […]