Cebrap e Itaú lançam projeto sobre envelhecimento e mercado de trabalho

O Desafio Longeviver Itaú-Cebrap tem o objetivo de fomentar a produção de conhecimento sobre o envelhecimento da população e os desafios para mercado de trabalho no Brasil. O programa apoiará a produção de cinco artigos acadêmicos inéditos sobre o tema “O envelhecimento da população e os desafios para o mercado de trabalho no Brasil”. Serão selecionados 5 pesquisadores com propostas de estudos que serão desenvolvidos em seis meses.

Os selecionados receberão o valor total de R$ 10.000 [dez mil reais] e participarão de cursos e oficinas em métodos e técnicas de pesquisa, reuniões mensais de apresentação de resultados preliminares e encontros de orientação para elaboração do trabalho. Ao final do processo, os cinco artigos irão compor uma publicação editada por Itaú e Cebrap.

O Desafio Longeviver Itaú-Cebrap 2019 é de abrangência nacional e os selecionados devem dedicar pelo menos 12h semanais ao projeto de dezembro de 2019 a maio de 2020.

Inscrições de 21 de outubro a 11 de novembro de 2019. Participe!

Dúvidas e mais informações via e-mail desafiolongeviver@cebrap.org.br.

Para mais detalhes, leia o edital: Regulamento Desafio Longeviver

Leia também: Termo de Compromisso – Desafio Longeviver Itau-Cebrap

Leia Também

Nós, pesquisadores e professores do AFRO/Cebrap, vimos com espanto e indignação a nomeação de Sérgio Camargo para o cargo de presidente da Fundação Palmares. Como divulgado nos meios de comunicação nacionais, Sérgio Camargo não apresenta competência técnica nem conhecimento teórico e histórico do próprio órgão para o qual foi designado representante maior, tampouco representa os […]

O Seminário Cebrap do mês de outubro está marcado para o dia 14, às 11h. “Como o crescimento evangélico se transforma em representação política” será o tema do debate. A ocasião marca o lançamento da mais recente edição da revista Novos Estudos Cebrap, que contém artigo de Fabio Lacerda sobre o assunto. Em seu texto, […]

Estudo elaborado pelo Cebrap e pela ONG Conectas Direitos Humanos apresenta dados dos últimos anos sobre o financiamento das comunidades terapêuticas, principal política do governo federal e de alguns governos estaduais e municipais para o tratamento de pessoas que sofrem com o uso de drogas. O estudo analisou o financiamento público feito pelo governo federal […]

As pesquisadoras do Cebrap Nadya Araujo Guimarães e Vera Schattan Coelho participaram de dois projetos que foram selecionados em uma chamada de propostas com a Plataforma Transatlântica para Ciências Humanas e Sociais. A chamada inédita envolvia 25 países e selecionou 19 projetos de pesquisa em Ciências Humanas e Sociais voltadas à recuperação pós-COVID-19.