Estudo sobre crianças e adolescentes com familiares encarcerados

Resultado de um esforço coletivo promovido pela Articulação Popular de Movimentos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Brasil [MDDCA], o relatório ‘Crianças e adolescentes com familiares encarcerados: levantamento de impactos sociais, econômicos e afetivos’ é a primeira abordagem sobre o tema a ser realizada no país. Coordenado pela socióloga Ana Paula Galdeano, do Núcleo de Etnografias Urbanas do Cebrap, o estudo completo está sendo lançado em formato e-book e traz ainda comentários do sociólogo Gabriel Feltran [UFSCar/Centro de Estudos da Metrópole] e da antropóloga Taniele Rui [Unicamp].

Além de Galdeano, a equipe que produziu este trabalho é formada por André Chalom, Evorah Cardoso e Rita de Cássia Kileber Barbosa.

LEIA: Crianças e adolescentes com familiares encarcerados_2018

Parceiros:

Aldeias Infantis SOS Brasil

Amparar [Associação de Amigos e Familiares de Presos/as]

CEDECA Interlagos

CEDECA Sapopemba

Movimento Nacional Meninas e Meninos de Rua

Projeto Meninas e Meninos de Rua

Leia Também

Pesquisa financiada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente [CMDCA] e Fundo Municipal da Criança e do Adolescente [FUMCAD] da Prefeitura de São Paulo, “Tráfico de Drogas entre as Piores Formas de Trabalho Infantil: Mercados, Famílias e Redes de Proteção Social” discute o trabalho infantil no tráfico de drogas e em outros mercados informais, […]

Nesta quarta, 21 de agosto, Nadya Araújo Guimarães foi homenageada por sua contribuição à docência e pesquisa na abertura do V Seminário Discente do Programa de pós-graduação em Sociologia da USP. Na ocasião, ministrou a conferência “A sociologia contra-ataca: a relevância da pesquisa e da universidade”. A homenageada analisou a trajetória brasileira de institucionalização do […]

Nota de falecimento O Cebrap lamenta o falecimento do cientista político argentino Guillermo O’Donnell, um dos principais teóricos do autoritarismo e da democracia na América Latina. Entre seus trabalhos seminais estão Modernización y autoritarismo (1972) e El Estado burocrático autoritário (1982), estudos cruciais para a compreensão das origens e da natureza dos regimes autoritários da […]