Inscreva-se nos cursos de abril do cebrap.lab

Em 2023, os laboratórios do cebrap.lab estão organizados em duas trilhas, uma qualitativa e uma quantitativa, e há descontos progressivos para quem cursar mais de um lab ou toda a trilha. Na trilha qualitativa, são oferecidos labs de técnicas como entrevistas, etnografia, grupos focais, análises documentais, entre outros. Na trilha quantitativa, são oferecidos labs de técnicas como survey, raspagem de dados, análise quantitativa de textos etc. Além das trilhas, alguns labs especiais serão anunciados ao longo do ano, também sujeitos a descontos progressivos na matrícula.

Em abril, o cebrap.lab oferece dois cursos online na trilha quantitativa:

De 10 a 14 de abril, Daniela Costanzo e Victor Callil ministram a “Introdução à análise de dados quantitativos: ferramentas, procedimentos e aplicações”. O curso apresenta uma introdução à utilização de dados quantitativos, refletindo sobre sua aplicabilidade e limites. O objetivo do curso é tornar o aluno apto a trabalhar com bancos de dados, apresentando desde a estrutura do banco de dados até a análise dos dados, para a qual utilizaremos o software SPSS. Começamos esse trabalho a partir da apresentação da estrutura de um banco de dados, abordando os tipos de variáveis existentes e as formas de buscar, baixar e abrir um banco de dados da internet, bem como verificar sua confiabilidade. Em seguida, abordaremos as estatísticas descritivas, a construção de tabelas e de gráficos. Parte-se então para o cruzamento e criação de variáveis. Ensinaremos ainda a fazer séries históricas, manipular diversos bancos de dados e automatizar alguns processos através da produção de sintaxes. Por fim, discutiremos agrupamentos, correlações e regressões de forma introdutória. Não é preciso ter qualquer conhecimento prévio para fazer este curso, que pretende introduzir os iniciantes na análise de dados quantitativos.

De 24 a 28 de abril, Victor Callil e Dorival Mata-Machado ministram o “Design de questionários e formulários online: fundamentos, construção e utilização”. Este laboratório oferece ferramentas para desenvolver questionários e formulários para coleta de dados quantitativos em pesquisas online. Quando bem utilizadas, as ferramentas gratuitas disponíveis para construção de formulários e questionários podem trazer informações preciosas, seja por meio de cadastramentos, enquetes, mapeamentos, levantamentos ou surveys online, não apenas em pesquisas acadêmicas como também em projetos diversos.

O curso está dividido em duas partes: em um primeiro momento, abordaremos tópicos mais centrais das discussões sobre surveys, como amostragem e viés, e seu impacto na construção de questionários online. Em seguida, utilizando como exercício empírico uma questão de pesquisa comum proposta aos participantes, trabalharemos as diferentes etapas no caminho da construção de informações: (1) a construção de um problema de pesquisa que possa ser abordado de maneira quantitativa; e, (2) princípios básicos da formulação, construção e utilização de questionários online com perguntas apropriadas à análise quantitativa. Conforme proposta do cebrap.lab, serão utilizadas exposições, vídeos, textos de aprofundamento e exercícios práticos, com priorização no uso de plataformas gratuitas (Google Forms).

A programação completa e as informações sobre matrículas podem ser conferidas em https://cebrap.org.br/cebrap-lab/

Em maio a trilha qualitativa volta com entrevistas em profundidade.

Leia Também

Considerado um dos mais influentes intelectuais do país, o austríaco Paul Singer foi economista, doutor em sociologia e um dos fundadores do Cebrap, em 1969, e do Partido dos Trabalhadores. Dedicou grande parte de sua carreira à pesquisa e à militância de esquerda. Foi autor de uma extensa bibliografia em que discutiu desenvolvimento, socialismo, trabalho […]

A pandemia da Covid-19 colocou o tema do cuidado e da interdependência entre os indivíduos no centro de muitos dos debates sociais. Esse é um dos focos do Projeto Internacional “Who cares? Rebuilding Care in a Post-Pandemic World”, coordenado por Nadya Araujo, recentemente distinguido com o apoio da Fapesp/Trans Atlantic Platform e que tem o […]