Diálogos Cebrap/Folha trata das mudanças sobre o Censo 2020

Na próxima segunda, 5 de agosto, a partir das 11h, o Cebrap sedia mais uma edição do Diálogos Cebrap/Folha.  Com mediação da jornalista Ana Estela de Sousa, da Folha de S. Paulo, o economista Ricardo Paes de Barros (Instituto Ayrton Senna e Insper) e o demógrafo José Marcos Pinto da Cunha (Nepo e IFCH/Unicamp) discutem o que motivou os cortes feitos pelo Governo Federal no Censo 2020 e os impactos esperados.

  • Ricardo Paes de Barros é economista-chefe do Instituto Ayrton Senna e professor da Cátedra Instituto Ayrton Senna no Insper. Foi professor visitante da Universidade de Yale (1999-2002) e diretor do Conselho de Estudos Sociais do IPEA.
  • José Marcos Pinto da Cunha é professor titular no Departamento de Demografia do Instituto de Filosofia e Ciência Humanas e pesquisador do Núcleo de Estudos de População (Nepo), ambos da Unicamp. Foi Presidente da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP), nas gestões 2008/09 e 2010/11.

Confirme a presença no Facebook do Cebrap. AQUI.

p.s.: O debate será filmado e estará, posteriormente, disponível em nosso canal no YouTube.

Leia Também

“Nascida numa era sinistra, instituição legou essa lição à sociedade brasileira” Incomum na comunidade acadêmica brasileira, o hábito de celebrar os próprios feitos, a sua continuidade no tempo ou o próprio desenvolvimento de suas instituições não entusiasma muito a maioria dos cientistas sociais brasileiros (ao contrário, por exemplo, de nossos colegas norte-americanos que não perdem […]

O segundo dia de atividades da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais aconteceu em um sábado, 24 de março, e a única atividade foi uma mesa redonda que reuniu Otaviano Canuto [The World Bank], Marta Arretche [USP/CEM-Cebrap] e Ricardo Paes de Barros, chefe economista do Instituto Ayrton Senna e professor no Insper [Instituto de […]

Saiba mais sobre o último livro lançado por Ernesto Isunza Vera e Adrián Gurza Lavalle. Para el futuro de la democracia en el mundo, la proliferación de experiencias de innovación democrática es el fenómeno más sorprendente desde que los ciclos de las transiciones latinoamericanas y comunistas concluyeron sus fases más dramáticas, para desembocar en la […]