Inscrições abertas para o Desafio Longeviver Itaú-Cebrap 2023

Está no ar a terceira edição do Desafio Longeviver Itaú-Cebrap. Este projeto tem o objetivo de fomentar a produção de conhecimento sobre envelhecimento populacional e os desafios para o mercado de trabalho no Brasil. O programa apoiará a produção de cinco artigos acadêmicos inéditos sobre o tema.

Serão selecionados cinco pesquisadores com propostas de estudos que serão desenvolvidos por seis meses. Os selecionados receberão o valor total de R$ 10.000 [dez mil reais] e participarão de cursos e oficinas de formação de métodos e técnicas de pesquisa, grupos de discussão e encontros de orientação para a elaboração do trabalho. Todas as atividades serão realizadas online em plataformas de videoconferência [Zoom, Google Meets e similares].

Ao final do processo, os cinco artigos farão parte de uma publicação editada pelo Itaú e pelo Cebrap. O Desafio Longeviver Itaú-Cebrap 2022-2023 é de abrangência nacional e os selecionados devem dedicar pelo menos 12h semanais ao projeto de dezembro de 2022 a junho de 2023.

Inscrições até 11 de novembro de 2022.

Saiba mais e inscreva-se:

Regulamento 

Termo de compromisso 

Formulário de inscrição: https://forms.gle/NbvmVZ59KKB6YAqz5

Os e-books das edições anteriores do Desafio Longeviver Itaú-Cebrap podem ser lidos abaixo.

Desafio Longeviver Itaú-Cebrap 2020

Desafio Longeviver Itaú-Cebrap 2021

Leia Também

Gestão do biênio 2017-2018: Carlos Eduardo Torres Freire, Ronaldo de Almeida, Angela Alonso e Graziela Castello  Angela Alonso foi mais uma vez escolhida como presidente do CEBRAP. A definição ocorreu durante a Assembleia de Sócios realizada na última sexta-feira, 19/5, no auditório do CEBRAP, que contou com a presença de membros do conselho e sócios […]

O estudo foi realizado por pesquisadores do Cebrap Sustentabilidade e da Universidade Federal do ABC. Os pesquisadores debruçaram-se sobre os estudos já realizados em torno dos números envolvendo a produção de soja no Brasil. Os resultados foram apresentados na live de lançamento do estudo, que aconteceu no canal do Cebrap no YouTube.