Seminário em homenagem a Paul Singer

Em 8 de junho, o Cebrap recebeu um seminário especial em homenagem ao saudoso Paul Singer (1932-2018). Em meio a lembranças e análises, Maria Hermínia Tavares e Frederico Mazzucchelli falaram sobre um dos livros mais importantes da carreira do economista, o clássico “São Paulo 1975: Crescimento e Pobreza”.

“A percepção pós-golpe de 1964, vinda de autores como Celso Furtado, é que o Brasil iria estagnar economicamente. O que se viu após 1968 foi o começo do ‘milagre econômico’ e sua mistura de crescimento econômico e aumento da desigualdade. (…) A ideia era fazer um livro de fácil acesso, nada acadêmico, e bastante programático. É um livro que resume e condensa o que de melhor se fazia em pesquisa acadêmica no momento. (…) O livro teve bastante repercussão e algumas pessoas dizem que por isso houve uma reação em forma de atentado à boma ao Cebrap em 1976”, Maria Hermínia

“O livro mostra a cara feia do desenvolvimento econômico brasileiro na época do ‘milagre'”, Frederico Mazzucchelli.

Veja abaixo a íntegra do seminário.

Leia Também

O Cebrap foi um dos realizadores – numa parceria com o Nexo, o Insper e o Gife – do seminário “Políticas Públicas em debate: o que sabemos, o que queremos”. Durante o dia 4 de setembro, na sede do Insper em São Paulo, dezenas de especialistas de diversas áreas se encontraram para debater seis grandes […]

Neste 19 de setembro de 2020, a antropóloga, pesquisadora e professora universitária Ruth Cardoso (1930-2008) completaria 90 anos. Com o objetivo de relembrar seu legado para as ciências humanas brasileiras, convidamos uma especialista em sua obra, a também antropóloga Teresa Caldeira, para comentar o último artigo de Ruth Cardoso publicado na Novos Estudos Cebrap, em […]