Cebrap Pesquisa #02 – A Política das Ruas

Está no ar o segundo episódio do #CebrapPesquisa, série mensal que tem como objetivo divulgar trabalhos em andamento feitos pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. A pesquisa da vez trata das manifestações de junho de 2013, também conhecidas como “Jornadas de Junho”, e é coordenada por Angela Alonso, socióloga, professora da USP e presidente do Cebrap.

Leitura complementar: “A Política das Ruas – Protestos em São Paulo de Dilma a Temer“, de Angela Alonso, artigo publicado na Novos Estudos Cebrap [junho, 2017]

Veja também: Cebrap Pesquisa #01 – Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo

Leia Também

Centro que reuniu intelectuais no auge da ditadura fez concessões para existir; já a geração atual é mais acadêmica. Para se constituir justamente no período mais duro da ditadura militar brasileira, imediatamente após a entrada em vigor do Ato Institucional nº 5, que limitou direitos civis e políticos no país, o Cebrap, que agora completa […]

O CEBRAP lançou, em parceria com o Centro de Pesquisa de Formação (CPF) do SESC São Paulo, dois livros digitais sobre métodos e técnicas de pesquisa em Ciências Sociais. Trata-se de um conjunto de textos que aborda de modo introdutório, mas detalhado, algumas das principais questões metodológicas em matéria de pesquisas qualitativas e quantitativas na […]

Resultados do estudo realizado pela Fundação Seade para a Prefeitura da Cidade de São Paulo O estudo conceituou, organizou e quantificou informações inéditas sobre as atividades das ciências da vida humana em São Paulo, confirmando sua centralidade no cenário paulista e nacional e colocando-a entre os mais relevantes centros internacionais promotores de atividades que envolvem […]

Elza Berquó, Pesquisadora e Sócia-Fundadora do CEBRAP, foi homenageada por sua contribuição à pesquisa No último dia 05, Elza Berquó foi homenageada por sua contribuição à pesquisa, à inovação tecnológica e à reflexão crítica sobre Prevenção na resposta à Aids, durante o Seminário “Fazer da 4ª. década a última: 30 Anos de epidemia de AIDS”, […]