Cebrap Pesquisa #06 – Escolas em luta

No sexto episódio da série #CebrapPesquisa, Jonas Medeiros, Rúrion Melo e Bianca Tavolari analisam as ocupações das escolas estaduais de São Paulo no final de 2015 pelos estudantes secundaristas. Qual foi a grande novidade dessa manifestação? Como conseguiram suspender o fechamento de escolas pelo governo estadual? Como se espalharam por outros Estados brasileiros? Qual o papel da Justiça paulista na vitória (parcial) dos estudantes?

O trabalho destes três pesquisadores do Cebrap com outros colegas de outras instituições já rendeu um livro (‘Escolas de Luta‘, Editora Veneta, 2016), um artigo (“As ocupações de escolas públicas em São Paulo (2015-2016): entre a posse e o direito a manifestação“, Novos Estudos, 2018) e ainda este ano sairá uma coletânea de textos (‘Ocupar e Resistir: movimentos de ocupação de escolas pelo Brasil (2015-2016)‘, Editora 34).

A série #CebrapPesquisa tem como objetivo divulgar trabalhos em andamento feitos pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Confira abaixo os episódios anteriores:

Cebrap Pesquisa #01 – Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo

Cebrap Pesquisa #02 – A Política das Ruas

Cebrap Pesquisa #03 – Tráfico de drogas entre as piores formas de trabalho infantil

Cebrap Pesquisa #04 – Evangélicos: os eleitos

Cebrap Pesquisa #05 – Saúde e Cidadania

Leia Também

O objetivo da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais [ou São Paulo School of Advanced Studies in Social Science/SPASS] é apresentar conhecimento de ponta sobre distintas dimensões das sociedades democráticas contemporâneas submetidas a pressões entrecruzadas resultantes dos impactos da globalização sobre a dinâmica das desigualdades; da formação de identidades coletivas diversificadas e de sua […]

Resultado de um esforço coletivo promovido pela Articulação Popular de Movimentos de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Brasil [MDDCA], o relatório ‘Crianças e adolescentes com familiares encarcerados: levantamento de impactos sociais, econômicos e afetivos’ é a primeira abordagem sobre o tema a ser realizada no país. Coordenado pela socióloga Ana Paula […]