Cebrap Pesquisa #06 – Escolas em luta

No sexto episódio da série #CebrapPesquisa, Jonas Medeiros, Rúrion Melo e Bianca Tavolari analisam as ocupações das escolas estaduais de São Paulo no final de 2015 pelos estudantes secundaristas. Qual foi a grande novidade dessa manifestação? Como conseguiram suspender o fechamento de escolas pelo governo estadual? Como se espalharam por outros Estados brasileiros? Qual o papel da Justiça paulista na vitória (parcial) dos estudantes?

O trabalho destes três pesquisadores do Cebrap com outros colegas de outras instituições já rendeu um livro (‘Escolas de Luta‘, Editora Veneta, 2016), um artigo (“As ocupações de escolas públicas em São Paulo (2015-2016): entre a posse e o direito a manifestação“, Novos Estudos, 2018) e ainda este ano sairá uma coletânea de textos (‘Ocupar e Resistir: movimentos de ocupação de escolas pelo Brasil (2015-2016)‘, Editora 34).

A série #CebrapPesquisa tem como objetivo divulgar trabalhos em andamento feitos pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Confira abaixo os episódios anteriores:

Cebrap Pesquisa #01 – Impacto Social do Uso da Bicicleta em São Paulo

Cebrap Pesquisa #02 – A Política das Ruas

Cebrap Pesquisa #03 – Tráfico de drogas entre as piores formas de trabalho infantil

Cebrap Pesquisa #04 – Evangélicos: os eleitos

Cebrap Pesquisa #05 – Saúde e Cidadania

Leia Também

O CEBRAP lamenta a perda de Antonio Candido, autor de extensa e inestimável contribuição para o pensamento social no Brasil e no mundo. Membro do quadro de sócios do CEBRAP desde 1971, Candido foi um mestre para várias gerações de pesquisadores em literatura e ciências humanas. Que a erudição e o rigor crítico do professor […]

Pesquisa financiada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente [CMDCA] e Fundo Municipal da Criança e do Adolescente [FUMCAD] da Prefeitura de São Paulo, “Tráfico de Drogas entre as Piores Formas de Trabalho Infantil: Mercados, Famílias e Redes de Proteção Social” discute o trabalho infantil no tráfico de drogas e em outros mercados informais, […]

Nós, pesquisadores e professores do AFRO/Cebrap, vimos com espanto e indignação a nomeação de Sérgio Camargo para o cargo de presidente da Fundação Palmares. Como divulgado nos meios de comunicação nacionais, Sérgio Camargo não apresenta competência técnica nem conhecimento teórico e histórico do próprio órgão para o qual foi designado representante maior, tampouco representa os […]